Gaviões X Porcos

É hoje! Corinthians X Palmeiras. Esse jogo é simplesmente imperdível.(Apesar de ser sábado, 18h10min, por causa do jogo de domingo. Avante canarinhos!).

Por pior que estejam as duas equipes, nunca se sabe o resultado, é uma caixinha de surpresas, ou, como diria um amigo meu, uma caixinha… de pandora.

Ok. Esse clássico já foi melhor. Muito melhor. Do tempo que o Viola (lembram dele?) imitou o porco (aliás, já conto porque o símbolo do Palmeiras é o porco). Lembro também de outras passagens: A semifinal da Libertadores de 1999, quando Marcos pegou aquele fatídico pênalti que acabou com o sonho corintiano de chegar a final da Libertadores (pegou, mas pegou adiantado mais de 1 metro, seu Marcos!).

Lembro da final do Paulistão de 2003 (?), quando Edílson faz aquelas embaixadas e levou uma chapuletada do Paulo Nunes (Esse deve estar junto com o Viola… ou não.) que desembocou em briga generalizada.

Mas essa rivalidade vem de anos, anos atrás. Ouvi um comentário do Juca Kfouri, em seu programa na CBN, explicando porque, afinal de contas, o porco é símbolo do Palmeiras.

Brasileiro de 19 e bolinha… Constava no regulamento, que após inscritos os atletas, os clubes não poderiam adicionar novos jogadores, a menos que houvesse unanimidade entre os outros clubes participantes. Trocando em miúdos, só se podia incluir novos jogadores com a permissão dos demais clubes do campeonato (devia rolar mala preta para todo lado…)

Assim sendo, durante a competição, dois atletas corintianos morreram em um acidente de carro, e, como naquela época, além de jogar sem muito descanso e com elencos resumidíssimos, era necessários que se contratassem substitutos. Isso até foi feito, porém, para inscreve-los, era necessária a tal da unanimidade. Quase todos concordaram. Até São Paulo e Santos. Em disse quase todos. Um único clube vetou. Ganha um doce quem adivinhar qual…

O Palmeiras foi contra (e tem lá suas razões… Pra que beneficiar o rival?) e o Corinthians não pôde inscrever os atletas. Estava armado o circo. Negociações foram feitas e nada. Não haveria jeito de se inscrever os atletas. E o dominó atingiu a torcida. Quando, finalmente, Palmeiras e Corinthians se enfrentaram, a torcida corintiana soltou um porco no gramado, e a partir de então, o time era chamado de forma pejorativa de porco. Anos mais tarde, o apelido foi incorporado, e há até coros exaltando o apelido. Meneira inteligente de escapar da gozação (assim como Flamengo é chamado de urubu, São Paulo de bambi, o próprio Corinthians de gambá). Procurei mais informações sobre isso, mas não encontrei. Acho que vou mandar um email pro Kfouri. Quem sabe ele responde.

Bons tempos…. Vamos torcer para que o jogo de hoje tenha paz nas arquibancadas, e futebol de verdade dentro das quatro linhas, já que jogos que dão gosto de assistir estão raros hoje em dia. Infelizmente.

Dica: Para saber mais sobre como era o futebol a uns tempos atrás, recomendo um livro do João Saldanha: Subterrâneos do Futebol. Lá ele conta como começou a carreira de técnico no Botafogo, bastidores de algumas partidas, enfim, como era o futebol na época de Pelé, Garrincha, Amarildo, Zagalo e cia.

Em tempo: O jogo acabou 1 a 0 para o Palmeiras. Muito balão, muita canelada, e futebol que é bom, quase nada…. Esse é o futebol pentacampeão?

2 thoughts on “Gaviões X Porcos

  1. desculpe corintianos eu não sabia que o simbolo do palmeiras era um porco
    depois que perguntei a meu pai ele me disse que era então estou aqui para me desculpar minha sinceras desculpas quem mandou o de cima foi eu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s