Confesso: Sou fã do horário político

Eu adoro época de eleição. Um dos melhores programas de humor da televisão brasileira é transmitido, em rede nacional, nessa época, a cada dois anos. O Horário Eleitoral Político é, para muitos, um momento de televisão desligada. Aqueles que não podem contar com a programação – nem sempre inédita – de uma operadora de TV por assassinatura (eu também gosto de neologismos) acabam sendo limitados a duas opções. São elas: Desligar a TV e ir ler/ouvir música/usar a internet ou b) Assistir ao stand-up comedy programa eleitoreiro.

Confesso que sou daqueles que optam, sem pestanejar, pela alternativa “b”. Há anos acompanho, mais ou menos assiduamente, a tentativa dos candidatos de nos passar uma imagem melhor do que eles constróem ao longo de pelo menos 2 ou 4 anos. Confesso também que dou muita risada com a maioria das coisas que lá nos são transmitidas.

Nesses anos de experiência, percebi que certos clichês estão sempre presentes. O redator, pelo jeito, não tem muita imaginação. Ou não tem material, sei lá.

Veja, por exemplo, o caso daquele candidato do Aero-trem. Todo mundo sabe quem ele é, sabe o ritmo do jingle e todos tem certeza que ele NÃO pode ser eleito prefeito/governador/presidente de jeito nenhum. Não consigo imaginar aquele candidato falando (imagine fazendo alguma coisa) de saúde, educação, etc. Creio que ele pode ser, no máximo, Secretário dos Transportes…. e com MUITAS ressalvas.

Temos também os candidatos engraçadinhos. “Não está feliz com os candidatos? Vote em Ninguém! Ninguém, 98.765!” ou ainda “Não vote em branco… vote no Negão! Negão, 89.654.”
Outros candidatos têm tradição. É o caso dos vereadores que tentam o 4º, 5º, 6º mandato e insistem em ganhar o SEU voto para poder continuar. Estes tem os nomes tão conhecidos que, quando você o vê num programa, já solta uma baita exclamação: “Caramba! Ele(a) DE NOVO??!?!?!”

Se podemos separar os candidatos por classe, uma delas é a dos candidatos-estrela. Sempre há aquele cantor popular (mamãe.. mamãe… mamãe.. aaaauuuuuuu!), o esportista, o ator… Será que eles têm conhecimento suficiente para fazer alguma coisa? A história já provou que uma ex-miss, lá na Venezuela, foi eleita pelo povo como a melhor prefeita que já passou por aquele cargo, naquela cidade. Não vou recordar quem é no momento, mas Pai Google pode te ajudar.

Entretanto, o melhor de uma campanha eleitoral é a parte das provocações. Pelo menos em São Paulo, não há UMA eleição na qual algum (e as vezes mais de um) candidato não use a clássica afirmação daquele candidato das obras superfaturadas: “… e se o Pitta não for um grande prefeito, NUNCA MAIS VOTEM EM MIM“.
Esse ano teremos uma boa briga entre a candidata do partido da estrela e o atual prefeito de São Paulo. Hoje já houve um provacação explícita e esse parece ser o tom da campanha. Diversão garantida.

E os debates? Ah os debates! Que coisa maravilhosa poder ver várias caras de pau, num mesmo espaço, dividindo a peroba (PEROBA NELES! Onde foi parar você?). Cada um faz do debate seu programa eleitoral ao vivo. As propostas nem sempre são a estrela do espetáculo, contudo, foi-se o tempo do dedo em riste na cara do adversário. Ainda sim eles continuam divertidos, ainda que hoje predomine um tom mais irônico e implícito. Sem considerar o gesso que é o tempo escasso.

Não posso terminar esse texto sem citar os partidos nanicos. Slogans fortes e surrados como “quem bate cartão não vota em patrão” ou “contra burguês, vote 66” sempre fazem parte das campnhas. Os mais revoltados, que ameaçam romper com o FMI e mais um monte de outros instituições, aparecem em média 30 segundos… e conseguem votos! Impressionante! Em 2010, um slogan dos nanicos acabou se destacando. Propunha uma “mudança de 360º”. Marketeiro trollador, hein?

A nota triste dessa eleição (e consequentemnete das próximas) será a ausência de Enéais. O candidato mais clássico, a estrela do Horário Eleitoral, aquele que todos imitavam e que virou símbolo no país não aparecerá como candidato. Tenho certeza que o partido dele não deixará de utilizar o slogan e a imagem do nobre barbado, mas, certamente, um espaço vazio naquela meia horinha de séria diversão será notado.

UPDATE: Bingo! Não só temos aquela candidata que todos achavam que era esposa/filha/amante do Dr. Enéas, mas também gente do mesmo partido, de partios adversário e, quem diria… um filho! Duvida? Leiam essa matéria do Terra. Isso é que é política, meu povo e minha pova!

In memorian... Enéias Carneiro

3 thoughts on “Confesso: Sou fã do horário político

  1. Agora os programas de humor vão ter uma forte concorrência, horário politico é realmente muito bizarro, eu confesso que adoro assistir tambem, gosto do “Peroba Neles”, queria que ele tivesse mais tempo pra ver o que mais ele falaria, ou saber quantas vezes diria o famoso jargão.
    Tem aquela música clássica tambem: “EEEymael, o democrata cristão”
    E o Dinei, apelando voto dos corinthianos “Corinthiano vota em corinthiano”, eu sou corinthiano, aé gosto do Dinei, mas não voto num cara que fala isso.
    O pior é a troca de insultos, tem candidato que se preocupa mais em atacar os outros do que transmitir alguma coisa (aliás, nenhum transmite nada, a não ser risadas nossas…).

    Quanto ao Enéias, é uma pena mesmo, ele faz falta, mas ainda tem a Dra. Havanir, a versão feminina do Enéias…

    O pior é decidir em quem votar, vc não consegue achar um que pelo menos mereça seu voto, sonho com o dia em que todos os eleitores votassem no antig lateral da seleção “branco”, rsrs… Se todos votassem em branco, quem iria se eleger? Será que eles tomariam vergonha na cara e mudariam alguma coisa? mas sei que isso é impossivel de acontecer, mas que seria legal, isso seria….

    Muito bom esse post, aliás o Blog todo está, vou te linkar, se não gostar do meu Blog e não quiser me linkar, não tem problema, mas eu vou deixar lá, pq esse Blog é um dos melhores que eu já li, deveria estar sempre nos primeiros lugares dos Top Blogs, Top Posts da vida…

    É isso ai frank.

    Abraço.

  2. Olá!
    Muito bom cara, eu também curto p/ krl o horário eleitoral
    Na verdade, eu deixo o jornal nacional ligado só até começar o programa, quando ele acaba, desligo a TV eahea
    Tá linkado
    Abração!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s