E com 16 anos você reclama da CLT!

Assim como os professores de Geografia insistem que TODA aula deve, obrigatoriamente, envolver a Guerra Fria, aqueles que contam os acontecimentos de uma época em que você nem pensava em nascer – os professores de História – não perdem uma oportunidade de falar sobre a Revolução Industrial ocorrida na Inglaterra, na virada do século XIX para o XX.

Os mais moderninhos gostam de exibir o clássico de Carlitos, Modern Times, e ainda ressaltam a importância da antológica cena do aperto de parafuso (vai dizer que não é assim!). Outro bom filme sobre a época é Oliver Twist. Eita guri faceiro!

Infelizmente, a parte instigante é deixada de fora. Quer dizer, até que ela é citada, mas não com o devida atenção. Veja as três imagens abaixo.

revindust2
revindust3

revindust

Chocado? Olha que eu ainda nem comecei!

Pergunte para sua professora sobre um tal de Leo Huberman. Creio que ela vai ficar surpresa, elogiar você e ainda falar um pouco sobre o livro (quer dizer.. eu acho que ela vai. Nunca se sabe, não é? Aproveite e diga que viu aqui no Idéia Fix :P). Nesse livro clássico da sociologia/economia – A História da Riqueza do Homem – Huberman fala sobre a história da riqueza do homem as várias formas de riqueza (desde terras até dinheiro propriamente dito). O capítulo sobre a Revolução Industrial é abismal.

Especificamente sobre as crianças das imagens (que devem ter o quê? 9, 10 anos?) ele, com grifos meus, diz: “Crianças de menos de 16 anos trabalhavam em 96 das 129 famílias estudadas (…) Metade delas tinha menos de 12 anos. Trinta e quatro tinham 8 anos e menos, e doze tinham menos de cinco anos (..)

O que acontece é que naquela época (naquela época?) ganhava-se pouco. Muito pouco. Minha nossa como eles ganhavam pouco! Das famílias a que ele se refere, 5 ganhavam menos que 2 centavos por hora. 2 CENTAVOS! A maioria ganhava entre 8 e 10 centavos, além da parte que ganhava 3 ou 5 centavos.
Com esse panorama aí, acredito que até você (é, você!) colocaria seu filho de 2 anos para trabalhar. Toda ajuda para vender o almoço e comprar a janta era bem-vinda.

Isso porque eu nem mencionei as “excelentes” condições de higiene dos locais de trabalho e moradia, que fariam qualquer fiscal da ANVISA enfartar. Só pra ter uma idéia, todo esse povo trabalhava em pé, comendo sabe-se lá o que (provavelmente duro, frio e embolorado) , num lugar sem ventilação e iluminação decente. Repare que todos os garotos das fotos trabalham descalços. E você, com 16 naos, reclama da CLT!

Ah sim! A data e local da pesquisa? Agosto de 1934. Connecticut, Estados Unidos.

5 thoughts on “E com 16 anos você reclama da CLT!

  1. Pingback: economia e guadagnare per tutti » Blog Archive » E con 16 anni di CLT vi chiama!”,”detectedSourceLanguage”:”pt

  2. olá, sou professora de historia do ensino médio e fundamental.gostei do seu comentário, mas acho que uma obra com
    “tempos modernos” não deve ser citada com esse desdém. o problema da revolução industrial não se limita ao trabalho nas fábricas, mas podemos econtrar consequências na miséria da África. Chaplin interpreta um trabalhador alienado cuja condição social e intelectual a que está submetido permite a perpetuação da situação da classe operária… vou usar as fotos na minha aula, sabe porque? por que as vezes somente o choque faz as pessoas abrirem os olhos…

    • Olá Luciana.
      Obrigado pelo elogio. É gratificante quando professores leem o que eu escrevo e gostam. Quanto à obra de Chaplin ser citada com desdém… bem… o desdém foi para os professores que SÓ a utilizam. É genial, mas quando passada 4 vezes para a mesma classe… bem, você deve saber. Acho que poderiam ser criadas alternativas ao filme, como as fotos e o capítulo do livro do Leo Huberman que eu citei no texto. A questão é que justamente a RI não foi só Tempos Modernos. Alguns professores acabam passando essa impressão.

      Depois me conte reação dos alunos…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s