F1 2009: GP Brasil

Interlagos viu Senna vencer o GP do Brasil com a 1a e a 6a marcha inutilizáveis. Interlagos viu Felipe Massa ser Campeão Mundial por alguns segundos, tempo suficiente para Hamilton ultrapassar Glock, na penultima curva. Nesse Domingo, Interlagos viu Jason Button ser iluminado por forças divinas e ganhar o Campeonato Mundial de 2009. Interlagos se transformou no circuito do improvável.

O treino de sábado organizou as circunstâncias para que o campeonato fosse decidido na corrida seguinte. Rubinho largaria em primeiro, após uma volta espetacular, na ultima tentativa, e Jason Button apenas em 14ª. Maravilhoso. Melhor impossível. Mas bastaram poucas voltas para que todos pudessem perceber que o título tinha dono. E há muito tempo. Várias batidas estranhas – uma delas culminou, inclusive, numa troca de insultos silenciosa entre Trulli e Sutil – e até uma mangueira presa ao carro de Kovalainen (que fez o tempo e o carro esquentarem para o frio Haikkonen) facilitaram as coisas para o inglês. Entre paradas forçadas e abandonos, Button pulou 5 posições.

Rubinho sustentava a primeira colocação, mas bastou um pitstop para que a verdadeira condição do brasileira fosse revelada: o carro não estava equilibrado e rápido o suficiente. Webber assumiu a ponta e de lá não saiu mais. Apesar da sorte, Button fazia por merecer. Ultrapassagens ousadas e agressivas o fizeram entrar na zona de pontuação, enquanto Rubinho sofria com a lentidão do carro após o pit.

“We were always confident, or as confident as you can be in Formula 1″ – Site Oficial da RBR, equipe de Mark Wbber

Quando Button estabilizou-se entre os pontuadores, só um milagre deixaria Barrichello ainda em condições de brigar. Milagre este que não ocorreu. Aliás, ocorreu a situação oposta: um pneu furado forçou o brasileiro a fazer uma parada a mais, sua terceira, deixando-o atrás do companheiro de equipe. E olha que eram 14 posições de diferença!

O título de 2009 está me boas mãos. Button fez por merecer, ganhando quando teve que ganhar e administrando quando necessário. A decepção da corrida ficou por conta de Alonso e Haikkonen. O espanhol abandonou ainda nas primeiras vlltas, envolvido na série de acidentes. O finlandês já parece estar com a cabeça na temporada seguinte, desde pelo menos 5 corridas atrás.

Eu sou o campeão do mundo! Durante a corrida, tentei não pensar muito nisso, tentei controlar o meu trabalho. Só no fim me informaram que eu sou campeão do mundo. Sou campeão do mundo!  – Jason Button

A surpresa da corrida ficou por conta do japonês Kamui Kobayashi, da Toyota. Foi sua primeira participação na categoria, com um desempenho muito melhor do que esrenates como veteranos como o italiano Fisichella. Em determinada hora na corrida, foi ultrapassado por Button e logo em seguida deu o Xis, retomando a posição. Muito bonito de ser ver.

Hey, Button, faça o favor: continue pilotando e esueça a carreira de cantor. Freddy Mercury agradece.

A classificação da corrida foi a seguinte, já que o campeonato já está decidido:

1 – Mark Webber (AUS/Red Bull)
2 – Robert Kubica (POL/BMW)
3 – Lewis Hamilton (ING/McLaren)
4 – Sebastian Vettel (ALE/Red Bull)
5 – Jenson Button (ING/Brawn)
6 – Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari)
7 – Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso)
8 – Rubens Barrichello (BRA/Brawn)
9 – Heikki Kovalainen (FIN/McLaren)
10 – Kamui Kobayashi (JAP/Toyota)
11 – Giancarlo Fisichella (ITA/Ferrari)
12 – Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India)
13 – Romain Grosjean (FRA/Renault)
14 – Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso)

Abandonaram:

Kazuki Nakajima (JAP/Williams)
Nico Rosberg (ALE/Williams)
Nick Heidfeld (ALE/BMW)
Adrian Sutil (ALE/Force India)
Jarno Trulli (ITA/Toyota)
Fernando Alonso (ESP/Renault)

Em Abu Dhabi, daqui a duas semanas, teremos a última prova da temporada, decidindo o vice campeão. O mundial de construtores já tem dono. O troféu vai para a casa de Ross Brawn, que dá nome a primeira equipe estreando campeã.

Parabésn Button. Campeão Mundial de Fórmula 1 de 2009
Parabéns Rubinho. Lutou a até o fim.
Parabéns Massa. Fez com propriedade o que Pelé não conseguiu fazer. E não me refiro a gol do meio de campo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s