RIMA, mas não é engraçado

As questões ambientais cada dia ganham mais importância. Naquele negócio de escrever um livro, ter um filho e plantar uma árvore, a última tarefa parece mais importante. Se bem que a segunda é mais divertida e a primeira tem um alto grau de gabardância.

Enquanto todo mundo fala da Usina de Belo Monte lá no Pará, uma outra usina hidrelétrica tem causado confusões que até Deus duvida. Essa galerinha vai aprontar confusões que vão deixar os ambientalistas de pernas pro ar!

No Vale do Ribeira, a Companhia Brasileira de Alumínio (do grupo Votorantim) tenta, a mais de 20 anos, produzir energia no rio Ribeira (divisa de São Paulo e Paraná), num empreendimento conhecido como Tijuco-Alto. A história do licenciamento ambiental é MUITO interessante e pode ser lida resumidamente nesse site. Espertalhões, hein?

Tive acesso ao RIMA (Relatório de Impacto ao Meio Ambiente) de 2005. São mais de 130 páginas de estudos em relação aos impactos que a construção causará no meio físico, biótico e socioeconômico.

A primeira coisa que chama atenção é a estratégia gráfica para deixar o documento mais amigável: criou-se personagens bonitinhos e coloridos que vão te contar tudo o que você precisa saber, além, claro, do PIOR TROCADILHO da história: a UHE do Tijuco lhe será apresentada por… Tio Juco.

Pedofilia e Zoofilia não, né? 

Muito bem.  Tio Juco conta alguas coisas muito sérias de forma que pareçam não tão sérias. Um exemplo: os animais vão migrar para outras regiões, sendo expulsos de seus habitats, correto? Negativo. Na verdade, “as espécies mais exigentes quanto a qualidade do ambiente são forçadas a partir e busca de outro território”.

Os rios mudarão de curso, perderão vazão ou alagarão comunidades ribeirinhas? Não, claro que não! Na verdade, haverá “uma certa obstrução do rio principal e seus afluentes”. Uma certa. Sei. Também diz que haverá perda de ambientes fluviais, vegetação, ilha e corredeiras. Mas não tem problema! O RIMA também diz que essas coisinhas aí não vão fazer falta porque o turismo não as explora como deveria. Como não pensamos nisso antes?

O melhor é o impacto no meio socioeconômico. Além da expectativa, do frisson, que a construção causará (ainda que o imbróglio esteja rolando há 20 anos), haverá também o aumento da prostituição. Sério! Não vai ter um monte de homem solteiro ou sem as esposas pegando no pesado, explodindo coisas e fazendo barragens? Então… o que farão no sabadão a noite, além das cachaças na cabeça? Pois é…

O RIMA é bonzinho. Ele descreve vários programas ambientais que vão minimizar os impactos negativos e potencializar os positivos. SÃO VINTE E SETE PÁGINAS DE PROGRAMAS E SUBPROGRAMAS. Caramba! Se tá difícil cumprir as exigências do IBAMA, será que vão ter competência para gerenciar e manter funcionando VINTE E SETE páginas de propostas?

A briga promete ser boa. De um lado, a empresa diz que a região é pobre, com baixo IDH e sem alternativas econômicas a curto ou médio prazo. Ou seja, sem a UHE, a região continuará sendo a perifera do inferno.

Só que os movimentos ambientalistas, mais especificamente o MOAB (Movimento dos Ameaçados pelas Barragens) diz que a CBA, na expectativa de que o projeto de Tijuco Alto seria aprovado rapidamente, começou a comprar terras na região a ser alagada pela obra, pressionado os moradores a vender. Muitos dos que venderam terminaram engrossando o contingente de moradores miseráveis da periferia de Curitiba, capital do Paraná. E completa:

[a construção da UHE basicamente significa] “sérios prejuízos sociais e ambientais, disfarçados em promessas de “progresso” e “geração de empregos” para a região

Shiiiii Marquinhos… lascou. Quem será que ganha essa briga? Estaremos de olho…

2 thoughts on “RIMA, mas não é engraçado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s