F1 2012: Montreal, Canadá

Quando as luzes se apagaram, os bravos pilotos das bigas do terceiro milênio começaram sua batalha. Vettel manteve a ponta, com Hamilton e Alonso atrás. Pairava duvida: será Hamilton capaz de usurpar a dianteira e sagrar-se o sétimo vencedor diferente nessa temporada?

Quem surpreendeu duas vezes nas primeiras voltas foi Felipe Massa, ultrapassando Rosberg de maneira muito bonita. Empolgação! Mas daí a empolgação foi demais e, tentando alcançar Webber, acabou lambendo o Wall of Champions e rodando. Bom… eu prefiro um Massa (com molho) ácido do que um passivo, só assistindo a corrida de dentro da pista, gastando gasolina.

Nos boxes, a surpresa: Alonso fez excelentes voltas e parou rápido, aparecendo na frente de todo mundo. Só que o pneu frio permitiu a passagem de Hamilton. Vettel em terceiro, na cola. Aliás, é bem curioso da diferença de velocidade das Ferraris nas retas. Pelas minhas contas, deu quase 20 km/h a menos do que a McLaren do inglês. Assim fica difícil, principalmente em Montreal, com uma reta de chegada (ou largada, depende do ponto de vista) looooonga…

Ainda sobre a Ferrari, vale lembrar que nas ultimas corridas eles vem incorporando pequenos updates no carro. Escapamento, radiador em posição levemente diferente. O mais importante, no entanto, foi o fluxo de ar atrás do carro. Ao contrário das carroças, uma escuderia importante não pára e nem desiste no meio da temporada, amigo.

Em quarto, Raikkonen insistia em não parar, ainda que metade da prova tenha passado. Além dele, só Perez tinha – inicialmente –  a mesma estratégia de apenas 1 pitstop. Eu gosto bastante quando alguém ousa e experimenta uma estratégia diferente.

Reservo esse parágrafo para informar que o mito, a lenda Kobayashi passou Schummacher na volta 42. Pô, tio! Falando em tio, a asa móvel traseira do Schummacher abriu e não queria fechar de jeito nenhum. Para as retas era  ótimo, mas nas curvas é um desastre. Os mecânicos até tentaram forçar, mas sem condições. Empacou. Fim de prova para ele.

Webber perdeu sozinho o ponto da frenagem e quase deu uma passeada na grama. Só para constar.

Senna chegou a ocupar o vergonhésimo lugar. Terminou em 17º. Ah não… pára isso aí, vai. Coitado do Frank Williams. Puta sacanagem com um senhor distinto como ele. E continuando com as vergonhas, Button terminou em 16º. Que houve? Deve estar com problema em casa, se é que me entendem…

Final da prova tendia a ser espetacular. Existia a duvida se Alonso resolveria fazer apenas um pitstop, apesar de ter feito a primeira parada cedo. Hamilton parou a segunda e pisou fundo, fazendo a melhor volta assim que saiu dos boxes e tirando de 1 a 2 segundos por volta. Vettel ali em segundo, esperando a melhor hora para parar novamente, se é que pararia. Um dos três levaria o GP pra casa.

Massa até segurou bem a quinta posição, defendendo-se dos ataques de Perez, Rosberg e Webber. Não dá pra dizer que ele não tentou. Mas é evidente a perda de rendimento nas retas. Foi pro box faltando 12 voltas e caiu lá pra trás…

Olha o Grosjean na quarta posição!

Volta 62 de 70. Hamilton abre a asa, põe de lado e passa Vettel. Tranquilidade. O alemão não arriscou, torcendo para um toque entre o espanhol e o inglês. Volta 63. Primeira tentativa. Pôs de lado, mostrou o bico no retrovisor no Alonso e avisou “tô aqui!”.

VOLTA 64. É EM CAIXA ALTA MESMO! ABRE HAMILTON, FECHA ALONSO. SAMBA HAMILTON, TRANCA ALONSO! NA CURVA, COLADOS… BELEZA DE VOLTA. NA RETA, AGORA, ABRIU A ASA, GUINOU PRA ESQUERDA, RODA A RODA…. E… PASSA LEWIS HAMILTON!!! SEEEEEENSACIONAL AMIGOS!

Na volta 66, um Alonso sem pneus não resistiu a um jovem e empolgado Grosjean. Olha o garoto francês aí! Na sequência, o mexicano Perez chegou, encostou e passou passando. Vettel foi o próximo. É como se, após a ultrapassagem do comandante Hamilton, Alonso não mais estivesse na prova. Impressionante.

E COMEMORA MCLAREN! O COMANDANTE LEWIS HAMILTON VENCE O GP DO CANADÁ. O SETIMO VENCEDOR DIFERENTE NESSA TEMPORADA! GROSJEAN VEM EM SEGUNDO, PEREZ EM TERCEIRO! QUE PÓDIO AMIGOS!

O que se pode falar, amigos? 18ª vitória do inglês. Que pódio brilhante. Que temporada!

E o campeonato ficou assim: Hamilton 88 pts; Alonso 86, pts, Vettel, 85 pts Webber 79 pts. Pouca coisa embolado e emocionante, né?

Quem será o oitavo vencedor? Nós vamos descobrir dia 24 de junho, no GP da Europa, circuito de Valência.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s