F1 2012: Barcelona, Espanha

Depois de 2/3 meia bomba, o GP da Espanha ganhou emoção. Pastor Maldonado venceu no dia do aniversário do chefe da equipe e recolou a Williams no lugar de onde nunca deveria ter saído.

Era chegada a hora da temporada 2012 da Fórmula 1 estrear na Europa. Num final de semana com aniversário de Frank Williams (não meu, do chefão da Williams) e do Dia das Mãe, o presente, quem deu, foi a McLaren.

Maldonado herdou a pole position de um sem gasolina Hamilton. Mas, na largada, Alonso da Ferrari (correndo no quintal de casa, amigo), mostrou quem é que manda. Tenho a leve impressão que ele botou pneu na grama pra passar.

Senna e Schummacher se estranharam algumas voltas depois. Numa tentativa de ultrapassagem, o alemão encheu a traseira do brasileiro. Babeiragem do Schumi? Foi bem estranho.

Enquanto Alonso mantinha a liderança, Massa, de jeito nenhum, conseguia passar Vergne. Chega a ser inacreditável que com tudo a favor em teoria, pelo menos, o brasileiro não tenha conseguido botar de lado e passar o francês.

Falando em Massa, um erro besta custou uma passagem de pelos boxes. Andou mais rápido do que deveria em bandeira amarela, assim como o alemão Vettel, que fez uma corrida bem mais ou menos.

Pastor Maldonado merece um capítulo a parte. Apesar da largada não tão boa assim, sustentou a segunda posição com paciência. Na primeira janela dos boxes, passou Alonso. Na outra janela, fez tudo certinho. Abriu a vantagem necessária  e passou a linha dos boxes antes que Alonso. A ansiedade nos boxes da Williams era evidente.

Na briga Pastor-Alonso, uma cena simbolo dessa temporada: Massa abrindo para os ponteiros passarem. Tomar uma volta andando de Ferrari é muito complicado. Alguém aí está sentindo cheiro de Baked Potato? Dizem que o prato tem muita… massa de batata.

Kimi deu um sustinho em Alonso. Apesar de bastante distante, faltando 6 voltas pro final, começou a tirar segundos preciosos, andando bem mais rápido. Pena que estava muito longe. Se tivesse mais umas 3 voltas, passava o espanhol com um pé nas costas. Ou quase isso.

Vettel e Hamilton também travaram um bom duelo no final da prova, melhor pro alemão, que no embalo também passou Rosberguinho. Mas bom mesmo foi o mito, a lenda, o japonês voador: Kobayashi passou Button e Rosberg no limite do desastre, chegando até a dar uma encostadinha nos adversário. Demais!

E COMEMORA PASTOR MALDONADO! VOCÊ E SUA WILLIAMS VENCERAM O GRANDE PREMIO DA ESPANHA!

Confesso que arrepiei ao ver o Frank Williams sorrindo. Grande final de semana para a equipe, que voltou ao lugar que nunca deveria ter saído.

O Campeonato: Vettel 61 pts; Alonso 61 Pts; Hamilton 53 Pts; Raikkonen 49 pts; Button 48 pts; Maldonado 29 pts; Senna 14 pts; Massa 2 pts;

Próxima corrida: (chata) dia 27 de Maio, GP de Mônaco

AFP PHOTO / LLUIS GENE

 Eis o novo vencedor, Pastor Maldonado Foto:UOL

UPDATE: Cerca de 90 minutos após o termino da corrida, o box da Williams pegou fogo, atingindo também o box da Caterham e Toro Rosso. Ao que tudo indica, a meleca aconteceu no transporte da gasolina. A fumaça foi intensa e alguns mecânicos saíram de ambulância, com suspeita de intoxicação.

Mais informações e as fotos do (a)incidente você pode ver no Grande Prêmio.

F1 2011: Barcelona, Espanha

Por Carlão

No treino classificatório havia chances da coisa ser diferente com Webber largando na pole e Vettel em segundo. Havia..

Isso apesar de Alonso, que largava em quarto, ter feito uma largada agressiva e assumido a ponta para dar esperanças a torcida espanhola, mas tudo não passou de um sonho.  A Ferrari nesses últimos tempos é uma carroça de luxo.

Foi o tempo para acontecerem as primeiras paradas de pit stop para as coisas voltarem ao normal, ou seja, Vettel em primeiro e Hamilton, em uma McLaren que é a única equipe capaz de ameaçar a Red Bull, em segundo. Nesse meio tempo, Webber já tinha sucumbido frente aos dois.

Aí o que se viu foi uma disputa entre Vettel e Hamilton pela liderança, com momentos de clara superioridade para a equipe prateada. Essa superioridade aumentou a partir do momento em que a equipe do energético passou a não usar mais o KERS.

A outra McLaren de Button tentava uma estratégia diferente: o inglês tentou guardar pneus macios, a fim de tentar tirar a diferença para os dois lideres. Acabou não dando certo e ele chegou em terceiro.

Quem venceu? Adivinhem? Vettel. O alemãozinho conseguiu suportar a pressão de Hamilton que chegava, mas não conseguia dividir a curva para tentar a ultrapassagem.

As Mercedes fizeram uma boa corrida com Schumacher em sexto e diminuindo o prejuízo para Rosberg, que terminou em sétimo.

E os brasileiros? Bom.. Massa, mais uma vez, não teve um fim de semana feliz e ele não é o Alonso para conseguir no braço um resultado melhor. Ele abandonou a prova com problemas no câmbio.

O Rubinho.. bem.. alguém viu o Rubinho? Se alguém ver… fala que a piscina da casa dele aqui em Itatiba está com vazamento. Acho que isso é mais importante que a corrida dele.

Menção Honrosa: Heidfeld. O alemão teve problemas no treino com a Renault, largou em último e chegou em oitavo. Marcou três pontinhos. Bela corrida.

O campeonato: Vettel 118 pts; abismo…. Hamilton 77 pts; Webber 67 pts; Button 61 pts; Alonso 51 pts; Massa 24 pts

Próxima etapa: A procissão.. ops! O GP de Mônaco dia 29 de Maio.