Especial Houdini – pt 2

Tempos de Sucesso: Das cartas ao escapismo

 

Na semana anterior, vimos o início da carreira de Houdini. Agora, veremos como ele ascendeu profissionalmente e se tornou o maior mágico de todos os tempos.

 

Houdini começou então a oferecer recompensas àqueles que obtivessem sucesso em prendê-lo, primeiro com algemas e mais tarde, com um grande número de objetos. Houdini escapava de algemas, celas de cadeia, uma bolsa do correio, caixas de madeira, um saco de papel gigante (sem nunca rasgar o papel), uma bola de futebol americano gigante, uma panela de pressão, latas de leite, caixões e da famosa cela de tortura chinesa. Na maioria das fugas, após exames posteriores, nunca foi encontrado traço de como Houdini executou a fuga, e isso adicionava glamour ao milagre. Algumas das fugas de Houdini, como a da camisa de força ou ser amarrado com 3 metros de corda, eram apresentadas em plena vista da platéia. Para ajudar a atrair público e vender ingressos, Houdini fazia desafios, normalmente escapando de delegacias de polícia, com a presença de repórteres, para garantir a propaganda.

Houdini então começou a ser a atração principal em vários teatros através do país. Houdini tento inventado uma nova forma de entretenimento, “O Artista de Fugas” em breve se tornaria uma estrela internacional.

Aqui vemos um vídeo, da época, no qual ele escapa de uma camisa de força, preso provavelmente em uma cela de delegacia. Mas não se esqueçam: a mágica é, acima de tudo, um show de ilusionismo.

 

Como tudo o que faz sucesso é copiado, começaram a surgir imitadores, que pegavam carona na fama de Houdini. Então, os truques eram aperfeiçoados por ele. Assim, surgiu a caixa submersa. Ele foi o primeiro a escapar de camisas de força. Foi também o primeiro a fazer desaparecer o maior objeto até então: a elefanta (conhecido por muitos como elefoa) Eloá Jenny, pesava 10,000 libras.

Houdini tinha uma criatividade acima do normal e além de criar novos truques, aperfeiçoou os já existentes. Após suas fugas submersas, Houdini se escondia debaixo das docas, fazendo as pessoas acharem que ele havia se afogado. No momento oportuno, Houdini fazia seu reaparecimento. Possuidor de grande força e agilidade, Houdini passava muitas horas estudando, praticando e se condicionando. Este sim essa seu verdadeiro truque. Para seus truques subaquáticos, Houdini praticava prender o fôlego em uma banheira por até quatro minutos. Ele também ficava em um caixão submerso por mais de uma hora.

 

Semana que vem, a última parte desse especial, mostrando o derradeiro fim do mágico dos mágicos

Perdeu a primeira parte? Leia o começo da trilogia clicando aqui

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s