Humor (re)Finado

O que esta foto tem de mais?

 

071102_f_003.jpg

À primeira vista nada, certo? Errado. O homem da foto morreu em 2005.

Aí você me pergunta. E o kiko? Na verdade, você não tem nada a ver com isso. Mas Jair de Jesus Máximo tem. Foi ele que fez o túmulo e a respectiva lápide, para que o corpo de Cláudio Colello descansasse em paz.

Cláudio foi o tipo de pessoa que se realizou, tanto profissionalmente, quanto pessoalmente. Teve uma família grande, uma empresa estável, uma casa em Peruíbe. O sonho de muitos brasileiros. Mas morreu. E sem hesitar digo: morreu com o saco cheio. Tanto que fez questão de deixar isto (muito bem) explícito.

 

1.jpg

Agora vocês entenderam o que quero dizer, não?

 Mas afinal de contas, o que foi que encheu o saco do Colello? Segundo a viúva, dona Vilma Colello, nada de mais: “Teve um funcionário dele que precisou de uma ajuda financeira para poder morar. Aí, meu marido foi fiador e, no final, teve de pagar o aluguel”. Foi dessas pequenas trivialidades que Colello encheu o saco.

 E sabe que mais? Cláudio tem razão. E agora, é o epitáfio mais bem humorado do cemitério.

 
Inspiração para o post extraída dessa matéria do jornal Agora (só para assinantes)

As fotos são do UOL Ultimas Notícias

 

Dedicado a todos os falecidos, que de uma forma ou de outra, tiveram o saco enchido durante a vida e que agora finalmente, descansam em pz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s