Efeito Dominó

Maria acordou as 4 da manhã. É diarista na casa de Claudia e, para chegar lá as 7 da manhã, tem que pegar ônibus lotado e fazer baldeação. Se chegar muito atrasada, corre o risco de ser demitida e não ter dinheiro para pagar as últimas parcelas do INSS. Pretende se aposentar no ano que vem.
Maria começou a trabalhar cedo. Com 14 anos já ajudava sua mãe nos serviços domésticos. Trabalha também na casa de Antônio, Carneiro e Daniela.

Claudia acordou as 6 da manhã. Deixou a comida “no jeito” para Maria e para as crianças, arrumou as camas, deu uma geral na louça e foi trabalhar. Precisa chegar as 9 no serviço. Hoje é um dia importante, já que entregará um relatório para Antônio, seu chefe.
Depois do serviço, Claudia irá para a escola das crianças. Seu filho andou brigando com um coleguinha e, em função disso, foi chamada para prestar esclarecimentos na Diretoria. Está em dúvida entre colocar as crianças na creche ou deixá-la aos cuidados da avó.

Antônio acordou as 7 da manhã. Foi fazer cooper no condomínio e, na volta, tomou um delicioso café da manhã. Precisa chegar as 9 na empresa, pois receberá relatórios de Claudia e de outros funcionários. Com bases neles, fará um balanço que entregará para Carneiro, o diretor da empresa.
Saindo da firma, encontrar-se-á com Daniela, a secretária. Mas isso é um segredo que sua esposa não pode saber.

Carneiro acordou as 9 horas. Está num hotel próximo à empresa que é diretor. Receberá um balanço de Antônio e, com base nele, definirá quem será demitido. Uma das potenciais desempregadas é Claudia. A outra é Daniela. 
Não é do perfil de Carneiro demitir, aliás, ele definitivamente não gosta de fazer o serviço sujo, porém, está sendo pressionado pelos acionistas para aumentar os lucros. As cobranças vem principalmente de Santiago, o majoritário. Não vê outra forma de maximizar o ganhos a não ser cortar a folha de pagamento.

Santiago acordou as 10 horas. Está no México, a negócios. Pretende fazer uma ligação para Carneiro ainda esta tarde, cobrando maiores lucros. Santiago viu seu lucro diminuir quando os impostos taxados pelo Estado aumentaram substancialmente. Não entende a ganância do Governo em aumentar os encargos, que já estavam pesadíssimos. Tem uma reunião marcada com Cruz – alto cargo na Receita Federal – para tratar desse assunto.
Não sabe para qual lugar viajar nas férias e nem quem levar. Está indeciso entre Daniela – a secretária de Antônio – ou a própria esposa.

Cruz não acordou. Passou a noite em claro, preocupado com o rombo descoberto nas contas da Receita Federal. Não vê outra forma de cobrir o buraco se não aumentar o encargo de grandes empresas.
Se isso não for feito, sabe que muitas aposentadorias podem ser procrastinadas e, quiçá, canceladas. Já tem um plano para orientar os funcionários das agênias do INSS para que eles peçam mais documentos – muitos deles inúteis. Acredita que assim arrumará tempo para cobrir o rombo.
Tem certeza que muitas aposentadorias futuras serão afetdas.

Inclusive a de Maria.

6 pensamentos sobre “Efeito Dominó

  1. Interessante seu texto…Cranioso, eu diria…

    Infelizmente é assim mesmo. Estamos todos numa corda bamba e quando menos se espera vem um espírito de porco (do alto escalão, claro) e dá uma balançada na corda. Uns conseguem se segurar, outros se estabacam no chão. Pelo menos do chão não passam…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s