Para que serve um manual?

Já dizia um certo Murphy que “nada é tão difícil quanto parece no manual“. Aquele pequeno caderno cheio de anotações é, muitas vezes, sumariamente dispensado pela maioria dos usuários. São poucos os que tem paciência – ou tempo – suficiente para ler algum do começo ao fim. A culpa não é só dos compradores. Muitos guias são absurdamente chatos, recheados de informações técnicas absolutamente dispensáveis para um cidadão comum. O mesmo pode ser aplicado às bulas (que nada mais são do que os manuais dos remédios).

Os manuais deveriam ser claros, diretos, eficientes. Muitas vezes não é isso que acontece, principalmente quando são absurdamente grossos, pelo fato de virem em 10 línguas diferentes. EXCETO o Português, claro.

As ilustrações nem sempre correspondem a realidade e o famoso passo-a-passo pode conter falhas terríveis que comprometem toda a montagem do equipamento. Você já passou por situação semelhante, tenho certeza…

Agora… será possível que, ao contrário, esses manuais pecam por serem claros e objetivos demais? Será que eles não subestimam a inteligência do consumidor? Instruções óbvias demais não são humilhantes?

defeito1


defeito2

Acredite se quiser… não. Usuários leigos são uma vergonha e merecem um manual assim. Pode parecer piada, mas muita gente não consegue usar equipamentos eletrônicos por cometer esse tipo de atrocidade. Querem usar a lava-roupas bem na hora em que não há energia elétrica. Não ligam na tomada e querem que a máquina funcione por wireless…

Isso é culpa de quem? Lá em cima eu justifiquei como falta de tempo e paciência. Não sei vocês, mas esse desconhecimento básico não é falta desse tipo de recurso.

As vezes tenho certeza que o povo brasileiro, mesmo com toda a fama da malandragem e esperteza ainda é muito inocente. E os manuais provam que isso é verdade.

E vai ver que é por isso que a série For Dummies faz tanto sucesso no mundo literário.

4 pensamentos sobre “Para que serve um manual?

  1. Os fogões hoje em dia vêm com uma válvula de segurança nos fornos, que corta o gás se você não esperar o acendimento completo do queimador. Isso vem explicado no manual e, na maioria das vezes, o fogão vem com uma etiqueta com esse aviso, além de nós vendedores avisarmos esse pequeno detalhe ao cliente. Porém, 90% dos clientes que compram fogão na loja que eu trabalho, voltam no dia seguinte da entrega pra reclamar que o forno do fogão está com defeito. Desses 90%, raríssimas as vezes em que o fogão realmente tinha um defeito. Teve, inclusive, um agraciado que disse ter ficado 40 minutos segurando o botão esperando um bolo assar, com medo da chama apagar. Pode?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s