F1 2009: GP da Itália

Totti, Zambrotta… ahhh Itália! O vinho e o macarrão, a pizza e a moda, tudo isso parecer ter inspirado Ross Brawn e seus comandados para criar uma tática perfeita, ou que pelo menos se fez perfeita dentro do circuito de Monza. Notoriamente, esse é um circuito no qual não ocorrem muitas ultrapassagem, exceto quando consideramos erros dos adversários e o pit stop. Duas coisas que aconteceram na medida ideal para mais uma vitória do Brasil-sil-sil

A corrida mais pareceu um jogo de xadrez. As peças, ou melhor, os carros, obedeciam a dança das peças num compasso 3 por 4. Quem parava ficava para trás. Quem corria avançava. Ganhou quem parou menos, mas, mais do que isso, soube correr quando necessário. Hamilton parou duas vezes, mas não foi rápido o suficiente para barrar Barrichello, que saiu mais pesado. O piloto brasileiro mostra-se cada vez mais confiante em si mesmo e faz algo que já deveria praticar há muitos anos: Rubens aprendeu a falar menos e a pilotar mais.

Button perdeu a empolgação inicial, mas não perdeu a competência que mostrou ao longo do campeonato. Diria que ele está administrando perigosamente a vantajem inicial. É melhor o inglês abrir o olho…

Tive uma noite difícil, tivemos dificuldades com a caixa de marcha. Mas espero que o carro continue tão bem nas próximas corridas. A excelente primeira volta que fiz ajudou em minha prova. O carro respondeu o tempo todo. Me senti muito bem. Os caras que estão com Kers têm mais facilidades na largada, e temos consciência de que não vamos conseguir ultrapassá-los em linha reta. Mantive um ritmo muito bom e aproveitei bem as oportunidades da corrida – Rubens Barrichello

O campeonato fica cada vez mais emocionante. Nunca se sabe o que vai acontecer, dentro ou fora da pista. A disputa por equipes parece estar decidida: a estreante vai levar o prêmio e, ao que tudo indica, um de seus 2 pilotos vai levar o caneco individual. Será que Barrichello será, finalmente, campeão? Resta-nos abandonar o preconceito e a paixão exacerbada por Senna e admitir que temos, novamente uma pessoa com condições reais de colocar o Brasil no topo do mundo da Fórmula 1. Se Massa podia, porque Barrichello não pode?

rubens_barichello_1480649c

Caso Nelsinho: Corrida a parte, a revelação de que Nelson Ângelo Piquet Jr bateu seu carro deliberadamente para favorecer sua equipe, chocou e deixou o mundo da Fórmula 1 com uma sensação asquerosa de enjôo. A atitude do brasileiro é absolutamente repudiada por mim e, creio, pela maioria esmagadora dos amantes da F1. Aqui não importa discutir se ele obedeceu ou não ordens da equipe. Tanto faz. O ato foi vergonhoso e mancha para sempre a carreira de filho e de pai, que tomou partido e nogociou uma delação premiada. Compreensível, mas inaceitável para quem é tricampeão mundial e tem um nome a zelar. Ou tinha, porque agora a coisa ficou bem suja.

A desculpa de que Nelsinho estava frágil psicologicamente, preocupado com seu futuro na equipe só piora o soneto. Como é que um piloto profissional diz que estava abaldo na manhã da corrda? Onde está o profisionalismo? Onde foi parar o senso de resposabilidade meu Deus do céu? Nelsinho deve ser punido? Deve. Nem preciso explicar porque. A Renault deve ser punida? DEVE. Como o próprio Nelsinho diz, qualquer engenheiro minimamente atento perceberia, pela telemetria, que a batida foi proposital. A equipe aproveitou-se de um erro do brasileiro (sendo ele premeditado por Briatore ou não) para fortalecer Alonso.

E o Alonso? Deve ser punido? Talvez… até que se prove que ele sabia e não fez nada para impedir, o espanhol é inocente. Mesmo entrando com uma quantidade anormalmente pequena de combustível. Seguiu uma estratégia arriscada e foi bem sucedido. Agora, se ele sabia, a Renault inteira deveria ir pro limbo.

Quartarollo desceu a lenha em Nelsinho. Téo José classifica como nojento. E você?

batida-tile

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s