F1 2009: GP do Japão

Pessoal, meu organismo não resistiu a madrugada e acabei dormindo com os anjos. Me desculpem. Volto no GP do Brasil, dia 18 de outubro. Fiquem com a analíse do  Téo José em seu blog http://teojose.zip.net/index.

Mas antes, o pitaco do Frank: Button teve sorte de campeão. Herdou 2 posições depois da trapalhada de Sutil e Kovalainen (acho). Os dois pilotos brigavam por posição e suas rodas chegaram perto demais em uma curva. O resultado foi uma rodada pra fora da pista e caminho livre para o inglês.

No fnal da corrida, após a saída do Safety Car, Kubica (aliás, ninguem consegue palavrar Kubica igual ao Galvão Bueno) bem que tentou ultrapassar o líder do campeonato e teria conseguido se pudesse ter mais umas 5 ou 6 voltas. Colocou o bico do carro no retrovisor de Button, mas não foi o suficiente.

Barrichello precisa de um milagre para ganhar esse campeonato. Como milagres ainda não são a especialidade do brasilero, acredito que já se possa passar a régua e fechar a conta desse mundial. A Inglaterra faz mais um campeão mundial, Jenson Button da Silva.

Outras coisas que me chamaram a atenção: a batida de Alguersuari foi algo belíssimo. Uma batida altamente plástica, principalmente em cãmera lenta. A placa de publicidade da ING virou farelo…
Além disso, me impressionou a quantidade de placas da Fuji TV espalhadas pela pista, principalmente na rta de chegada. Num mesmo take de cãmera, contei 5. Exagero japonês?

Vettel absoluto e Button mais perto do título
Por Téo José

Na disputa pelo título, lucro para Jenson Button. Chegou com 15 de vantagem faltando três corridas e sai com 14 com duas provas restantes. O rendimento da Brawn GP não foi bom e o do Rubens também. Antes da primeira parada, até acompanhava Kimi Räikkönen. Depois chegou a tomar mais de um segundo por volta. Button tinha um ritmo melhor.

A Fórmula 1 vai chegar no Brasil com o torcedor ainda tendo pelo menos alguma esperança. O mais complicado é que a Brawn GP não tem o dominio que tinha. Me parece, até, que ficou para trás.
1. Sebastian Vettel – Red Bull, 53 voltas em 1hr 28m 20.443s
2. Jarno Trulli – Toyota, + 04.8s
3. Lewis Hamilton – McLaren, + 06.4s
4. Kimi Räikkönen – Ferrari, + 07.9s
5. Nico Rosberg – Williams, + 08.7s
6. Nick Heidfeld – BMW, +  09.5s
7. Rubens Barrichello – Brawn, + 10.6s
8. Jenson Button – Brawn, + 11.4s
9. Robert Kubica – BMW, + 11.7s
10. Fernando Alonso – Renault, + 13.0s
11. Heikki Kövalainen – McLaren, + 13.7s
12. Giancarlo Fisichella- Ferrari, + 14.5s
13. Adrian Sutil – Force India, + 14.9s
14. Kazuki Nakajima – Williams, + 15.7s
15. Vitantonio Liuzzi – Force India, + 17.9s
16. Romain Grosjean – Renault, +1 volta
17. Mark Webber – Red Bull, + 2 voltas
Abandonaram: Jaime Alguersuari – Toro Rosso, 43 voltas e Sébastien Buemi – Toro Rosso, 11 voltas

2 pensamentos sobre “F1 2009: GP do Japão

  1. Como o Barrichelo não ganha prova no Brasil nem por decreto, já era para ele. Bem feito.

    De qualquer forma, o Button vai ser campeão, da forma mais instável possível. Foi um ano curioso para a Fórmula 1

    Ah, e “Bem amigos do Ideia Fix” é o fim. Não faz isso não, tio…

    • HAHAHA… Vou começar com “Alôôôô leitores do Brasil… estamos cheeeegannndo para mais uma…” relembrando José Silvério, da Rádio Bandeirantes. Ou quem sabe um Alô você clássico do Vanuci…

      Galvão Bueno nunca mais…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s