Teleton 2009: Considerações

Agora que o turbilhão de emoções já passou, posso sentar com calma e raciocinar sobre essa minha passagem pelo Teleton 2009. Tenho algumas coisas a dizer, que vão de agradecimentos a observações. Vão e bastidores dos bastidores à como funciona a engrenagem chamada televisão. Mas vamos começar do começo: Minha maratona particular começou as 2 da manhã, enquanto tomava café e esperava o motorista. Por outro lado, terminou só as 4 da tarde, quando cheguei, exausto, em casa.

O Convite
Muita gente já me perguntou como diabos fui aparecer lá. A história começa com um Twitt do Alessandro Martins, ainda em Setembro, dizendo que o SBT procurava blogueiros para uma ação para o Teleton. Como eu realmente acredito na causa da AACD, mandei um e-mail para o endereço fornecido, sem saber do que se tratava.
A Fernanda, produtora, enviou-me um e-mail explicando que a ação era ir até o SBT e blogar direto da bancada, ao vivo. Nem preciso dizer que aceitei na hora.

O Motorista
Para o traslado Itatiba – SBT – Itatiba, ganhamos um motorista. O nome da figura é Villy e eu diria que foi o aquecimento perfeito para quem estava tenso, ansioso e preocupado com o resto dia. Ele contou histórias impublicáveis aqui, e sinto que ele tem bem mais histórias para contar. Para vocês terem uma ideia, ele foi estudante de Direito, mas desistiu e acabou virando motorista. A empresa para qual ele trabalha terceriza esses serviços para vaárias emissoras, inclusive SBT e ESPN. Ele conta que já buscou vários artistas em aeroportos, foi até o Iate Clube da Ana Maria Braga e tem entrada liberada em vários estádios. Curiosamente, a única credencial de evetos que fez questão de guardar foi a da CBF.
Me fez refletir bastante a diferença entre Profissão e Carreira.

O SBT
Como toda emissora que se preze, o SBT é gigantesco. O Complexo Ananguera abriga não só os estúdios e a parte administrativa da televisão, mas também todo o conglomerado Grupo Silvio Santos. Pude ver os estoques da Jequiti e das Lojas do Baú.
A organização lá dentro é bem funcional. Em época normal, voccê transita lá dentro com facilidade, já que o layout é bem pensado.
Creio que consegui ver quase todas as áreas de curiosidade popular. Até o parque de provas – acreditem, a distância entre o navio e o João Bobo não é tão grande quanto parece – e o restaurante dos artistas (um deles, é verdade) tive o prazer de visitar. No restaurante, aliás, há varios quadros com antigas estrelas da casa. Uma das paredes, inclusive, tem Angélica, Mara maravilha e Eliana, todas novinhas.
Fiz questão de fotografar as famosas vagas cativas das estrelas. Rodando pelo estacionamento, vi que a tentativa é ilustrar todos aqueles que fazem parte do casting SBT, não importanto se é jornalista, apresentador ou ator.

Montagem3

Fui muito bem tratado por todos os que lá estavam. Os seguranças me forneceram todas as informações que precisei e mesmo na hora de verificar minha credencial, não foram brucutus. Treinamento nota 10.
É incrível, mas não tenho do que reclamar ou criticar. Quem me conhece sabe que, se tivesse motivos, falaria tudo aquilo que tivesse que ser falado. Pelo menos comigo não houve problema algum.

Os Artistas
Aparecer ao vivo foi bacana, mas a melhor parte da visita, pessoalmente, foi o chamado lounge. O lounge foi uma estrutura montada para servir como salão de festas, reunindo convidados, artistas, imprensa e comida de graça. Combinação melhor impossível. Consegui conversar e entrevistar vários artitas que por lá passaram. Avaliando os vídeos, fico um pouco decepcionado por não ter preparado melhor as perguntas, ou mesmo ensaiado. Acho que nunca improvisei tanto. Por exemplo: Minha pergunta para o Celso Portiolli foi: “A participação no Teleton marca sua nova fase no SBT?”. Ele, obviamente, respondeu “sim“. É lógico! Pergunta besta demais. Ainda bem que consegui emendar um “Até onde você pode chegar no SBT?“. Resposta: “O céu é o limite”. Foi a deixa para que eu finalizasse com um “Então teremos um Programa Celso Portiolli em vez do Programa Silvio Santos?“. Arranquei risadas não só dele, mas dos jornalistas em volta. A resposta veio: “Não, não… é muita coisa!

Uma coisa eu aprendi sobre a fama. Há de se ter muita paciência. O ator Wagner Santisteban ficou, ao menos, 40 minutos em pé, respondendo as perguntas dos diversos sites, blogs, rádios e Tvs. Tirou foto, autografou camisetas, bloquinhos, bonecos… Talvez eu mesmo tivesse pedido licença após 20 minutos naquele tumulto.
A Maísa foi outra figura que me impressionou. Conheci outra face da apresentadora mirim: a do medo. Ela estava visivelmente assustada com a quantidade de fotógrafos e curiosos chamando. Para falar a verdade, eu também estava. Dei muita sorte em estar no lugar certo, na hora certa.

Montagem5

Os Agradecimentos
Em primeiro lugar, agradeço ao Alessandro Martins. Foi indireta a participação dele nessa jornada, mas foi uma participação indireta impresindível.
Agradeço à Fernanda Tarricone e ao Raphael Sansão por toda a atenção antes, durante e depois do evento. Sem os dois, essa participação ficarei seriamente comprometida.
Ao Carlão, aqui do blog, por encarar de frente (sic) esse desafio. Sério mesmo, ficar lá sozinho não seria tão divertido.
Ao Villy, o motorista, pela paciência conosco. Não é fácil viajar para uma cidade que não conhece as 2 da manhã, aguentar dois caras chatos durante 1h30 e ainda ter que esperar a boa vontade deles pra voltar para casa…

Conclusão
Um sábado totalmente diferente. Pessoas completamente diferentes, situações inusitadas. Improvisação. Emoção. Adrenalina. Risos. Ansiedade. Sono. Sede. Cansaço. Tietagem. Esse foi o dia Teleton. Nunca tinha me sentido tão parte daqueles mais de 19 milhões arrecadados para a AACD. O novo centro de reabilitação que será construído em Poços de Caldas ajudará milahres de famílias a ter uma vida mais funcional.
Algo para guardar para sempre. Certamente, merece um capítulo inteiro na minha auto-biografia não autorizada.

2 pensamentos sobre “Teleton 2009: Considerações

  1. toogood… obrigado pela consideração e faço minha as suas palavras.

    não posso deixar passar batido… hahaha… toogood e sua paixão platonica pela Patricia.. hahaha.. tbm.. q homem em sã consciencia não ficaria apaixonado?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s