Dia de praia

A praia é um local místico. Poeticamente falando, é a perfeição. A imagem característica da água lambendo a areia e o Sol escondendo-se e aparecendo por de traz do horizonte já inspiraram músicos, escritores, pintores… artistas em geral. Talvez um dos mecanismos mais perfeitos (se é que essa expressão é possível) criados por Deus (ou pelo encarregado em Magrathea).

A praia também esconde inúmeras particularidades, que pretendo explorar ao longo desse texto. Nada que humoristas mais sérios e respeitados já não tenham feito, mas percebi que nunca tinha falado de praia nesse blog. Um assunto que merece minha atenção.

A chegada no limite do continente é uma cena épica, principalmente para quem tem criança. Enquanto o pai caça um espaço para fincar o guarda sol e montar as cadeiras, a mãe tem o papel de controlar os bacuris ensandecidos pela geralmente gelada água salgada. Os minutos que se passam entre botar os pés na areia, passar o protetor solar e esperar secar são verdadeiros dias de tortura para quem quer simplesmente correr e tomar caldo no mar.

Os 15 minutos recomendados pelo fabricante passam e o estouro da manada é “imbarrável”. A criançada corre louca pra dentro d’água, sempre acompanhada dos gritos da coruja, digo, mãe: ‘Não vai muito fundo que o mar puxa!” “Fecha a boca pra não entrar peixe”. “Não engole água que faz mal”… Quem nunca ouviu quaisquer dessas recomendações que atire o primeiro camarão.

Aliás, falando em camarão, a praia parece fim de rodízio. A cada 5 minutos você é obrigado – se for educado, claro  – a interromper a sua conversa e negar todos os produtos possíveis e imagináveis que te são oferecidos. Oferecidos mais de uma vez, claro. Sorvete, castanha, óculos, cangas, pulseirinhas, apoios de latinha, cuia de chimarrão (??) e aqui a coisa vai ficando estranha. Não consigo entender quem compra queijo qualho assado. Convenhamos que a probabilidade de transformá-lo num empanado de areia é bem alta. Some isso ao calor que se faz no litoral e à temperatura normal de um espetinho desses e temos aí uma equação que não consigo transformar o resultado em compra. Sem contar a fumaça que a churrasqueira a tira colo produz.

A praia também proporciona aquelas hilárias cenas de ciúmes entre marido e mulher. Isso acontece quando a esposa percebe que o discreto maridão está conferindo as últimas tendências da moda praia. Biquínis, expostos nos corpos de mulheres bronzeadas.“Eu não estava achando onde paga o estacionamento. Quer ter um pouco de bunda, digo, paciência?”. Nisso a esposa responde: “Estacionamento, seu cínico? Pensa que eu não vi que você estava olhando pra bunda daquela vaca?”. O marido argumenta: “Bunda? Que bunda? Não amor.. você sabe que eu só tenho peitos, er… olhos pra você”. A incrédula mulher ainda cutuca: “Queria ver se fosse outro homem olhando pra mim… quero ver se você ia falar que ele estava procurando o estacionamento”… Retratos da vida, que não passam no Leblon.

Quando o sol vai sumindo, as crianças vão ficando (mais) birrentas e o sono vão batendo, chega a hora de desarmar acampamento e ir embora. Nessa hora, quem mais sofre é o carro, que acaba virando um banco de areia. Os grãos vão se infiltrando de modo que, se fosse possível encontrar todos e classificar, você encontraria aí um “Caçandoca –  Reveillon de 1983’, Praia Grande, Páscoa de 1995”, “Enseada, Carnaval de 2000”.

E, se você sair sem tomar uma picada de borrachudo, ganha meu respeito.

Praia é bom demais…

5 pensamentos sobre “Dia de praia

  1. Praia é tudo de bom mesmo. Sinto-me privilegiada por morar numa região que possui as mais belas praias do estado do Rio de Janeiro.
    Só de olhar para o mar você sente uma tranquilidade inexplicável… Fora que, na minha opinião, é um dos locais mais democráticos que existem. Na praia você encontra de tudo; tudo mesmo…
    Como diz meu pai: Passear pra quê, se eu já moro no passeio…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s