Isso sim é uma escola decente

Os batalhadores estudantes que desperdiçam investem seu precioso tempo lendo esse blog hão de concordar que 60 ou 70% de tudo o que ensinam na escola é puramente desnecessário. Quer dizer… a única vez que você vai aplicar esses conhecimentos será na hora de prestar vestibular para estudar aquilo que realmente fará a diferença. Veja: qual a utilidade de decorar a Fórmula de Torricelli se todo mundo sabe que a única fórmula que importa é a Fórmula Um?

Como não tinha absolutamente nada de útil para fazer e descartei a possibilidade de cortar os pulsos, refleti um pouco enquanto descansava na minha sala de leitura (a.k.a banheiro) e concluí que algumas matérias fazem muita falta no currículo escolar. Alô Dunga MEC! Presta atenção nessa dica. Assim vocês se redimem daquela cagada homérica que foi o vazamento das provas do ENEM 2009.

1) Primeiros socorros

Quer coisa mais útil do que aprender a fazer massagem cardíaca, a Manobra de Heimlich ou como agir em casos de eletrocussão? Deve ser altamente desesperador estar, sei lá, indo a pé pro trabalho e se deparar com um transeunte se debatendo do outro lado da calçada. Se você não estiver bem treinado, vai achar que é uma baita frescura do cidadão (também conhecido como fogo no rabo), porém, se estiver bem treinado, vai perceber que ele está tendo uma convulsão e pode, tranquilamente, salvar a vida dele. Aí você cobra uma caixa de cerveja e fica tudo certo.

Acredito que algumas escolas sejam conscientes o suficiente para ensinar alguma coisa do tipo (as minhas nunca ensinaram, que fique claro), mas certamente é algo passageiro. Você “”aprende”” e 2 semanas depois já esqueceu. Nada muito diferente de muitas das matérias, convenhamos.

2) Gastronomia Aplicada

Esse tipo de matéria é sobrevivência pura. Seria um sucesso de público e crítica presença e crítica. Duvido que alguém tivesse coragem de matar essa aula. Ensinar culinária é mais do que fazer um bolo ou uma gelatina de pacotinho. As aulas de culinária que eu imagino ensinarão o futuro(a) dono de casa/dona de casa a preparar uma panelada de arroz, uma feijão, aquele bifão… Pratos verdadeiramente nutritivos.

Se quiserem, podem até fazer uma parceria com o SESI e abrir um módulo para comidas alternativas. Vocês lembram daquelas propagandas que ensinavam a fazer, sei lá, bolo com casca de melancia? Então… é disso que eu estou falando. Seria genial implantar o “Alimente-se bem por 1 real” nas escolas. Pode até trazer a Legiane Rigamontia apresentava a receita na propaganda do Futura – pra fazer uma avant premiere. Culinária boa, bonita e barata, com a vantagem de evitar o desperdício. Mas é claro que ninguém pensa nessas coisas…
PS: Assistam a propaganda e comprovem que suco diliça (sic).

3) Preparação para o 1º emprego

Essa é uma das matérias que eu mais senti falta. Seria tão bom se tivesse um cidadão pra explicar E treinar nós, alunos, para entrevistas de emprego… Custava colocar uma matéria voltada para isso? Podiam explorar tantas coisas nesse ramo! Veja: Como elaborar um currículo moderno, prático e que chame atenção dos selecionadores? Quais as pegadinhas que os entrevistadores costumam fazer? O que NÃO responder nas questões clássicas? Tantas dúvidas pertinentes que poderiam ser sanadas se a grade curricular fosse mais inteligente (rima meramente proposital).

O mercado de trabalho, por outro lado, agradeceria. Haveria  mais oferta de indivíduos melhor preparados, até porque ninguém seria tonto o bastante para não participar de Grêmios Estudantis, Comissões de Formatura ou qualquer coisa que mostre que você tem proatividade.

Fato que quando o Dhiego Luigi for Presidente do Brasil, ele vai fazer questão de que eu seja o Ministro da Educação. Nesse dia, eu colocarei em pauta toda a minha filosofia Toogoodiana e o tão esperado salto de qualidade das escolas públicas desse país acontecerá. E nada de abertura lenta e gradual. Vou chegar colocando brutalmente a sola da bota na porta e mandando ver. A política desse país nunca mais será a mesma.

5 pensamentos sobre “Isso sim é uma escola decente

  1. Poderia ter Escotismo na escola, porque aí Primeiros Socorros e Gastronomia Aplicada já estariam inclusos. Agora, eu acho que o que mais faz falta é Irônia. Impressionante quantas pessoas nem imaginam o que é isso. Não Irônia-Recurso-Literário, irônias na prática. Seria útil pra caramba.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s