Guia prático para encarar cidades que você não conhece

É inegável que a internet facilitou nossa vida. Você pode ir ao cinema, comprar quase tudo, pagar contas, trabalhar, ficar informado, se divertir, brigar, praticar bullyng, roubar, jogar futebol com os amigos. Você pode inclusive namorar e praticar formas pouco ortodoxas de sexo. Mas todas as ações que eu citei não substituem o dinamismo físico, a interação ao vivo.

A melhor forma de provar essa minha teoria é viajar à uma cidade que você não conhece e ter que se virar lá dentro, sem acesso a meios tecnológicos ou amigos de longa data. Simplificando, não tem Pai Google pra você arriscar um “Estou com sorte” e achar a resposta para a questão fundamental sobre a vida, o universo e tudo o mais. É você com você mesmo.

Pensando nisso, elaborei um pequeno guia para você seguir, caso seja obrigado a passar por uma situação parecida, ou seja, ter que sobreviver por um ou mais dias em uma cidade desconhecida.

1) Descubra onde é o centro da cidade e siga até lá

No centro da cidade estarão as melhores oportunidades para arrumar o que quiser. É extremanete importante em cidades de interior, nas quais, em muitos casos, só o centro tem algo útil. O centro da cidade é estratégico porque é lá que está o maior fluxo de pessoas e você não vai conseguir sobreviver numa cidade desconhecida sem a ajuda delas.

2) Leia a capa do jornal da cidade

Fique por dentro dos acontecimentos mais importantes naquele dia. Assim você tem mais assunto para os passos seguintes, pode descobrir alguma feira ou evento que está acontecendo na cidade naquele instante e começa se familizarizar com locais e pessoas mais conhecidas. Na falta de internet, televisão e rádio, é a melhor opção. Quem diria, não é? O bom e velho jornal impresso.

3) Arrumando comida

Comer numa churrascaria ou no Mc Donalds é fácil. Mas sua grana (que pode não ser muita) vai pras cucuias. O melhor é conversar com taxistas, faxineiras, funcionários públicos e perguntar sobre locais para almoçar/jantar. Mas não faça qualquer pergunta e muito menos: “Sou turista. Onde você recomenda comer?“. O truque aqui é perguntar “Você almoça em casa ou fora? Quando almoça fora de casa, comidinha básica, aonde você vai?“. Pronto. Novas perspectivas se abrirão. Você descobre locais que muitos habitantes locais não conhecem ou ignoram exatamente por ser simples.

Muito cuidado com botecos e lugares pouco convidativos. Você pode não ter muita chance de escolher, mas também não suicida. Ou é?

4) Não pergunte apenas isso. Seja humano.

Engate uma conversa antes de colocar em prática o ítem 3. Ganhe a confiança e a simpatia das pessoas, mas faça verdadeiramente, sem falsidade. Pergunte alguma coisa sobre a especialidade local, comente alguma notícia que viu no ítem 2. Outra boa pedida é perguntar sobre o emprego das pessoas ou, mais especificamente, o que elas fazem, há quanto tempo atuam, essas coisas. Seres humanos, por definição, adoram falar deles mesmos. Dê essa oportunidade. O resultado do ítem 3 será infinitamente melhor e você ainda acaba ganhando um amigo.

5) Arrume um trampo

Se você quiser ficar mais tempo na cidade, arrume um trampo simples, só para ganhar uns trocados. Lembre-se das amizades que fez no item 4 e pergunte se algum lugar precisa de um faz tudo. É amigo…  na sua situação não vai poder escolher sua função. O que sobrar você vai fazer. Cortar uma grama, distribuir panfletos na esquina ou qualquer emprego que voce receba o ordenado no fim do expediente. Você só não pode ter vergonha, afinal, o trabalho dignifica o homem.

É claro que isso depende do que você sabe fazer. As vezes você é um bom vendedor, um mágico amador, sabe cantar… enfim… use seu talento e mostre disposição.

São apenas 5 dicas, mas são 5 dicas valiosas. Esse manual é colaborativo e não pára aqui. Se você já passou por alguma situação parecida, conte sua história aí na caixinha de comentários.  Sua contribuição é muito valiosa para dar aquela ajuda à todos aqueles que vão ser obrigadados a encarar uma cidade desconhecida…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s