South Africa 2010: Brasil x Holanda

Pela primeira vez nessa Copa do Mundo, o Brasil pisou no gramado castigado do Nelson Mandela Bay vestindo o manto azul. Na fila ao lado, a imponente camisa laranja invocava duas excelentes lembranças recentes: as decisões de 94 e 98. A caminhada do vestiário ao gramado, ao lado daqueles que em pouco mais de 90 minutos seriam os responsável pelo suor derramado, os gritos dados, as palmas batidas e o sangue nos zóios foi um duelo psicológico.

O jogo começa e a sensação que não acabará com 22 marmanjos correndo atrás da pelota logo se estabelece. 90% das faltas cometidas era duras ou duríssimas. O árbitro japonês parece ter esquecido os cartões no vestiário, já que qualquer pernada, poscotapa, dedo no olho, coice no saco e reclamações ríspidas, de ambos os lados, era punidas apenas com a marcação de uma simples falta. Ah sim… e dá-lhe prosopopéia flácida para acalentar bovino.

E logo aos 10 minutos, que é para tirar a tensão do jogo, Felipe Melo resolveu encarnar o garçom e fez um lançamento magistral, do meio campo, no buraco que se formou na defesa holandesa. Robinho saiu da esquerda e se infiltrou no buraco, pegando de primeira e mandando pras redes. GOOOOOOOOOLLLLL DO BRASIL!!! Brasil 1 x 0 Holanda


A Holanda veio com uma proposta de ataque e não a abandonou, mesmo depois de ter sido vazada. Mas o Brasil neutralizava bem as jogas de Robben e Sneijder, chegando firme e sempre com mais de um jogador. Estavam completamente anulados.

Aos 31 ‘ Robinho fez jogada genial pela direita. Pedalou, cortou, driblou… apavorou a zaga holandesa. Mesmo caído conseguiu tocar para Luis Fabiano que esperto rolou de calcanhar para Kaká. O camisa 10 recebeu do jeito que gosta, de frente, levou a bola para a direita e bateu com efeito, no ângulo do goleiro. Mas então uma mão voadora apareceu no meio do caminho e jogou a bola para escanteio. Defesaça! Quase sai o segundo gol Brasil…

Júlio César mantinha-se firme no gol. Todas as bolas que chegavam, seja pelo alto ou por baixo, eram prontamente afastadas pelo nosso camisa 1. Isso quando chegava no homem de verde. Lúcio e Juan também faziam boa partida. Juan, aliás, perdeu excelente chance de ampliar, no cruzamento de Daniel Alves. A bola chegou pererecando e o toque do zagueiro Brasil fez a Jabulani subir demais.

E aos 46’ o juiz termina o primeiro tempo, que poderia ter sido perfeito, se a rede do gol holandês tivesse balançado mais vezes. Segurança, talento, domínio.

E começa a partida no Nelson Mandela Bay. Vamos aos primeiros 45′ de Brasil x Holanda. O quê? Como assim aos primeiros 45′? Pois é… foi o que pareceu vendo o segundo tempo. O jogo foi completamente diferente do primeiro tempo.

Aos 8′, bola cruzada por Sneijder na área do Brasil. Júlio César se atrapalha com Felipe Melo, que desvia levemente, o suficiente para colocar a bola no fundo do gol do Brasil. Caprichosamente, Felipe Melo vai do céu ao inferno. GOOOOOOOOLLLLLL DA HOLANDA! Brasil 1×1 Holanda

E o Brasil, nitidamente, sentiu o peso do gol.

As jogadas simplesmente não saiam, passes errados de forma bizonha, os chutes passavam muito longe. Daniel Alves não foi nem sombra do que costumava ser, Kaká tentava sozinho, a bola fugia dos pés de Robinho.

E se o desastre já parecia rondar a seleção de Dunga, confirmou-se no escanteio. A bola viajou, foi desviada por Kuyt e encontrou a cabeça careca de Sneijder, sozinho, para balançar novamente as redes canarinho. GOOOOOOOOOOOOL DA HOLANDA! Brasil 1×2 Holanda.


O que estava ruim não poderia piorar. Quer dizer… poderia. Se o desespero já era notável depois do empate, agora com a virada foi potencializado. Eram um bando de peladeiros correndo atrás da pelota de capotão num campinho de terra batida. Não me surpreenderia se os holandeses tirassem a camisa pra fazer o clásico time dos camisas x time dos sem camisa.

Felipe Melo ainda fez o favor de pisar desnecessariamente em Robben e foi pro chuveiro mais cedo. EXPULSO!  As orelhas devem ter esquentado, já que milhões de tweets o xingavam, assim como nos bares, nas padarias, nos restaurantes, nas praças, nas praias…. Todos contra Felipe Melo. Ah sim… foi o mesmo Felipe Melo que deu aquele passe magistral no primeiro tempo.

Falando português claro, fodeu de vez. Os contra ataques holandeses só não se converteram em gols porque os atacantes não quiseram. Foram pelo menos 3 vezes cara a cara com Júlio César. Aliás, num lance besta, desentendeu-se com Juan. Aconteceu aquele famoso deixa-que-eu-deixo. Os dois ameaçaram dominar a bola e ninguém o fez. Só por isso percebia-se o descontrole. Logo a zaga, tão justamente elogiada, dava piripaque.

Os ataques do Brasil eram inúteis. Bolas alçadas na área sem direção, lançamentos para o vazio. O ponto futuro era decididamente futuro.

E foi assim que aos 48′ o juiz (que foi omisso, frouxo e mal tecnicamente, bem como a própria Seleção) determinou a volta para casa de Dunga, Jorginho e cia. O Brasil chora.

Devemos rever nossos erros. Quando na convocação, eu disse que a seleção não era a melhor, mas a mais bem preparada. Só não contava com a parte psicológica, que simplesmente virou fumaça após o empate. Eu acreditava que o espírito guerreiro da final da Copa das Confederações estaria presente, mas na única vez que estivemos em desvantagem no placar, sucumbimos às nossas próprias fraquezas.

Vão falar que o Dunga deveria ter convocado Ganso e Neymar. Continuo discordando. Faltavam opções criativas? Sim, Faltavam. Mas não esses dois nomes. Se Felipe Melo, que já joga no futebol europeu, tem mais idade e experiência, descontrolou-se, imagina dois jovem que malemal jogaram campeonato brasileiro? Certamente sumiram.

Agora Dunga se despede do comando da Seleção contabilizando alguns objetivos muito bem cumpridos e duas decepções: Olimpíadas e Copa do Mundo. Só isso.

Não adianta crucificar o Dunga, o Felipe Melo, o Kaká, o Robinho… Como bem disse Milton Leite: “A melhor defesa do mundo falhou. O melhor goleiro do mundo falhou. Juan que vinha jogando muito falhou. Tudo isso no único jogo difícil.” Erramos quando não podíamos errar.

Pra finalizar, é bom lembrar que cumprimos exatamente o mesmo trajeto de 2006. Vitória de 3 a 0 contra uma seleção mais fraca e derrota nas quartas para uma seleção européia equivalente.

Nos vemos em 2014.

Rapidinhas

Holanda e Brasil tem times equivalentes. Mas os laranja foram mais time.

Dunga foi bem ao tirar Michel Bastos e colocar Gilberto. FAtalmete seria expulso também.

Faltou cérebro em campo. O de Kaká estava meia bomba, o de Robinho brilhava esporadicamente, o de Elano desligou na entrada violenta do marfinense. E no banco? Faltou cérebro lá também.

Dunga vai se despedir do comando da seleção. Isso era certo com ou sem taça. Quem assume? Eu apostei em Paulo Autuori.

Dava para ganhar esse jogo. Mas quando a bola teima em não entrar, não tem o que fazer.

Hora de pensar não na Copa do Mundo de 2014, mas sim nas Olimpíadas de 2012. É o mais importante agora

 

Pitaco do Carlão- sim Frank, todos erraram CBF, Dunga, Felipe Melo, mas discordo de você quanto aos meninos do Santos. Veja a Alemanha, se você levantar a ficha deles, a maioria tem a mesma faixa etária do Ganso e do Neymar.. e olha como estão jogando. Não custava pelo menos, tentar.

 

ADEUS DUNGA!! ADEUS FELIPE MELO!!

E VEM AI A OPINIX DA COPA. AGUARDEM!  

2 pensamentos sobre “South Africa 2010: Brasil x Holanda

  1. Em 2006 fomos 190 milhões de saltos-altos, que voltaram para casa depois do único jogo em que encontramos alguém forte o suficiente para ganhar da gente.

    Em 2010 fomos 190 milhões de brucutus, e o que aconteceu?

    Voltamos para casa, diante de uma seleção de estilistas que soube como explorar nossos nervos em frangalhos.

    Que em 2014 possamos ser, simplesmente, 190 milhões de bons torcedores, à espera de uma seleção que jogue bola.

    E que ganhe, ou nos faça lembrar que o bom mesmo é jogar futebol …

  2. Pingback: South Africa 2010: Espanha x Holanda « Ideia Fix

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s