Despachos de Sábado

A Bíblia da foto abaixo é toda trabalhada no italiano, com detalhes bordados por traças (que não foram feridas durante a realização dessas fotos) e tem data de nascimento (ou ao menos um primeiro registro de sua longa existência) no ano da graça de 1860. Foi parar em minhas mãos, por breves momentos, graças ao diretor do museu de Valinhos, Profº José Maria

Tem até uma epístola do Papa Leão XIII. Relíquia de gente grande.

Acho que a invenção não é original, mas essa semana tomei algo que apelidei de Chapuccino. O nome é auto-explicativo. Até que é gostoso, mas pra ficar no ponto, tem que dar mais ênfase ao pucchino do que ao chá

Confesso que depois de Kubacacan parei de ver os folhetins. Entretanto, assisti algumas cenas da novela Passione na noite de sexta-feira. O tal do Gérson tem um segredo no notebook dele. Parece que são fotos nojentas e que só pessoas doentes apreciam. Achei que o fictício piloto de Stock Car (rá… pesquisas complementares sempre ajudam) fosse pedófilo, mas o autor afirma que não.

O @Marque_Neto parece ter dado um tiro certeiro: Se não é pedófilo, é necrófilo (que, como você já deve ter desconfiado, significa ter atração sexual por cadáveres mortos (sic)). Acho extremamente coerente e, por que não, criativo. Não lembro de outros necrófilos nas novelas da Globo.

O projeto “JN no Ar” causou uma certa polêmica ao exibir o logo do Bradesco no leme do jatinho. Nunca é bom misturar jornalismo com propaganda, ainda mais quando se trata de uma proposta eleitoral. Normalmente já há desconfianças de favorecimento para algum dos candidatos. Metendo dinheiro privado, então…

Mas sabe que eu não fiquei tão chocado, indignado, bravo, descontente ou qualquer adjetivo similar? Achei a atitude tão inocente que pra mim não fede nem cheira. Vai entender…

Em tempo: O projeto em si é bastante interessante. Produzir tantas matérias, dessa importância, num espaço tão curto de tempo é perigoso, ousado. mas quando terminar deve ser aplaudido. Gosto desse tipo de inovação.

Congresso de videntes é cancelado devido a problemas inesperados” – Ouvi essa frase em algum lugar e achei muito espirituosa…

Escolher o candidato mais bizarro dessa das Eleições 2010 é uma tarefa inglória. Meu voto é pelo conjunto da obra e, por enquanto, vai para Adolphino Rosario Cruz. Mas se chamar de Nelson Mandela ele atende.

Mas veja como as aparências enganam. O cidadão aí tem Ensino Superior Completo. Tem como profissão Servidor Público Estadual, o que significa que candidatar-se não mudaria muito sua atividade principal.

As tentativas ocorrem desde 2000, todas sem sucesso. Mas veja a cronologia da quantidade de votos obtida: 497 (2000), 582 (2002), 433 (2004), 354 (2006), 195 (2008). Os dados formam uma parábola e, analisando a coisa toda, percebe-se que ele foi relativamente popular enquanto era novidade

Por falar nisso, você sabia que o sobrenome do Michel Temer é Lulia? Extremamente curioso. Aproveite e dê uma olhada na declaração de bens do candidato a vice-presidente, principalmente o item 29 da lista.

Desculpe essa predominância de temas políticos aqui nos Despachos de Sábado, mas dessa vez não teve jeito. É o assunto do momento. Prometo me controlar nos próximos.

Se eu falar de política no próximo Despachos, nunca mais vote em mim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s