O eleitor tem Tiririca na cabeça

Como vocês bem sabem, 2010 é um ano eleitoral particularmente crítico para o Brasil. Para ter um panorama da situação, aí vão alguns dados: Somos obrigados (e que fique claro que sou CONTRA O VOTO FACULTATIVO) a eleger um Presidente, um Governador, um Deputado Estadual, um Deputado Federal e DOIS Senadores. São muitos cargos importantes e que, em teoria, exigem uma dose elevada de reflexão por parte dos 135.804.433 milhões de cidadãos aptos a votar em Outubro próximo.

Em teoria, o horário eleitoral no rádio e na televisão é um instrumento essencial para a apresentação de propostas, debate de ideias, comparações entre governos, críticas pertinentes, bem como elogios à projetos que dão certo. Por isso ele é exibido duas vezes ao dia, em horários em que teoricamente a audiência é maior. Em teoria, é material suficiente para separar o joio do trigo, num palheiro de 9 Presidentes, 9 vice-Presidentes, 170 Governadores, 178 vice-Governadores, 274 Senadores, 6051 Federais e 14400 Estaduais (informações do TSE em 26/08)

Em teoria.

Na prática, o que se vê é um festival de bizarrices que não são dignas de credibilidade. Como bem disse José Luiz Teixeira, “o povo brasileiro já sabe votar; os políticos é que não sabem ser votados“. Nossos descendentes não acreditarão em tanta momice se nos limitarmos a verbalizar essas coisas. Teremos que provar que de fato as atrocidades aconteceram, até porque dá pra levar a sério um candidato a Federal que tem como texto de campanha: “Sou especialista em vasos, você sabe. Eu vou quebrar um monte de vasos. E vaso ruim quebra sim, viu, Brasília? Cuidado comigo“. Eu não levo.

O ápice dessa falta de respeito com o eleitor é a aprovação da candidatura de Francisco Everaldo Oliveira Silva. O nome obviamente é tão familiar quanto uma jaca dançando tango, mas se eu disser que o candidato atende pela alcunha de Tiririca fica mais claro? O mininu lindchio de Itatipoca pode chegar lá…

Tenho plena consciência de que um país democrático dá a liberdade para que qualquer um se candidate. Eu, você, o Tiririca e até o padre daquela comunidade ribeirinha às margens do Solimões temos exatamente o mesmo direito de querer ser o legítimo representante do povo. Entretanto, acredito que se você se propõe a concorrer num cargo com mais responsabilidade do que os ocupantes costumam demonstrar, tem que ter noções básicas de política, coisa que Tiririca não passa nem perto de ter. Não me refiro a estudo, intelecto, cognitividade. O pulo do gato não é entender como são fabricadas as peças, mas sim como fazer  para que elas trabalhem em uníssono.

As perguntas da Folha foram precisas e as respostas do candidato exatamente o que eu esperava. Dê uma lida você mesmo. Só pra constar como exemplo, ele se contradiz em duas respostas seguidas. Primeiro diz o que pensa sobre a atividade de um Deputado: “Entrei nessa, estudei para esse lance, conversei muito com a minha mãe. Eu sei que elabora as leis e faz vários projetos acontecer, né?“. Logo depois me sai com essa, para a mesma pergunta, formulada de forma diferente: “Pra te falar a verdade, não conheço nada. Mas tando lá vou passar a conhecer“. Nóis capota mais nóis num breca style.

Com gastos avaliados em 3 milhões e 500 mil reais, a campanha do nobre comediante tem arrancado risos preocupados de quem a assiste. Inclusive os meus. Está perigosamente evidente que será eleito. Os ingredientes dessa receita da Palmirinha são:  bordões e número de votação  fáceis de assimilar,  bom ator, carismático e com apelo nacional. Vai investir pesado nas origens nordestinas, o que com certeza cativará uma parcela considerável do eleitorado paulistano.

Você está cansado de quem trambica? Vote no Tiririca pra Deputado Federal. O meu número é ####. Pusquê você votando em mim, eu vou estar em Brasília e vou estar, na realidade, fazendo o coisa da vida de nosso Brasil. A nossa vida. O nosso momento. O nosso misto de coisa que nós temo. Pra Deputado Federal…. Tiririca. Vote no abestado“. (fonte)

Não tenho nada contra o humorista ou a pessoa. Já disse que ele é talentoso. Tanto é que alega ter toda uma equipe de acessores dando o suporte necessário. E então eu pergunto: Vamos votar no candidato ou na equipe dele? Resposta: Nos dois. No caso do Tiririca, o candidato é uma mera alegoria e servirá de fantoche para sua “equipe”. A função dele é angariar votos. Não haverá a comunhão de idéias entre as partes e muito menos saudáveis divergências que corrigem falhas. E será que dá pra confiar na tal da equipe?

Até podemos entender que um voto no Tiririca é uma forma de protesto contra os representantes, que por sinal nós mesmos colocamos lá. Não é uma forma de protesto exatamente original porque já tivemos os saudosos Macaco Tião – 3º postulante a Prefeito mais votado no Rio de Janeiro/1988, com 400 mil votos – e o Rinoceronte Cacareco, vanguarda no quesito, que foi eleito o vereador mais votado em São Paulo/1958, com 100 mil votos. Também não é a forma mais inteligente já que, ao contrário dos outros animais, Tiririca VAI assumir o cargo se eleito. Aí teremos que conviver com a idéia de pagar um salário alto para alguém que não vai acrescentar absolutamente nada.

Não é a toa que Tiririca também é considerada como uma das piores ervas daninhas existentes.

Diversos membros da cúpula do PSP andaram rondando a jaula de Cacareco, para o colocarem no lugar de Adhemar de Barros – Stanislaw Ponte Preta

A sociedade é incoerente quando se trata de política. Nosso espírito brasileiro não nos deixa levar a sério algo que deveria ser tratado com máxima atenção. Eu sou sarrista, piadista, cômico (ou como você já deve ter notado, alguem esforçado que tentanta lhe arrancar alguns risinhos). Mas quando se trata de política, os comentários são irônicos. As atitudes não.

Meu povo e minha pova: o Brasil tem futuro. A família é a célula mater da sociedade. E se Jesus é a luz, nós somos os postes.

Conto com seu voto.

8 pensamentos sobre “O eleitor tem Tiririca na cabeça

  1. Veja bem, Toogood … o brasileiro não se orgulha de ser despolitizado? Não adora dizer que gostaria de fazer qualquer outra coisa que não sair de casa para votar? Não prega que “todo político é igual, safado, ladrão, semvergonha”?

    Com um sistema político voltado para pessoas e um eleitorado que varia entre o desinteressado e o interesseiro, o que queriam – uma câmara de gente absolutamente séria e compenetrada discutindo projetos de interesse nacional o tempo todo?

    Ora, se o povo gosta de titica, vota mesmo no Tiririca e ajuda a eleger outros tantos safados por aí; e pior do que tá, não fica mesmo …

    • Pois é Fábio. Por isso sou a favor do voto obrigatório. Se for facultativo, uma minoria vai se dispor a votar e a compra vai surtir muito mais efeito.

      Acho que uma conjunção de fatores atrapalha esse sistema domocrático: a má vontade de alguns políticos e o próprio sistema, com burocracia em demasia.

  2. Taí, bela opinião guri. Mas mesmo anssin esse tar de “tiririca” é BURRO, com todas as letras. Heu sendo aquele “jegue”, canditaria-me a Deputado Federal pelo Ceará, sabia que lá 25.000 eleitores elegem um Deputado federal, enquanto que aqui em Sumpa, no mínimo é preciso de 250.000 eleitores ( ? ), desproporcional num é ? É o tal do voto distrital que tá engavetado desde antes de sunce nasce brou, qui descepeção né ? Saber que um nordestino, vale mais que um paulista, em termos de representatividade, na Camara e Senado Federais, Triste mas é a realidade, talves o Tiririca não seja assim tão burro, afinar disputar eleição cum “Coroné”, teim qui ter bala na aguia, têndi ?
    É o tar do Brasilsão véio de guerra, cheio de cerca e portera. . . .

    • Frank, ele não pode disputar eleição onde não vive (tem que ter ao menos uma casa “dizendo” que ele “mora” lá); mas, mais importante, ele não vai ajudar ninguém do partido dele a se eleger lá no Ceará … é como o “coelho” de uma competição importante, corre muito e cansa fácil, mas ajuda os que estão competindo a sério.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s