Despachos de Sábado

Depois de um período hibernando, voltei com mais uma edição dos Despachos de Sábado. E tenho certeza que escolhi uma boa semana, já que assunto, definitivamente, não vai faltar. Tem o tal do Segredo do Gerson, a chegada do Natal e alguns pitacos, como de costume, sobre Itatiba. Vamos começar?

Festa de Papel

No espaço de 1 semana os dois jornais da cidade comemoraram seus aniversário. O Bom Dia Itatiba completou 1 ano de denúncias, colunas importantes e uma certa simpatia exagerada pelo ex-prefeito (ele ou a esposa precisam aparecer em 70% das fotos da coluna social?). No outro corner o Jornal de Itatiba completou 37 anos de informação, omissão e um quase monopólio.

Os dois jornais prestam um serviço bastante satisfatório. Definitivamente não é fácil achar assunto para imprimir um jornal diário numa cidade que recentemente ultrapassou 100 mil habitantes. Felizmente, os dois jornais adotam a mesma linha editorial: não apoiam partidos políticos, apenas cuidam de seus próprios interesses.

Ou você, itatibense, nunca se perguntou porque NENHUM assalto ou acidente com ônibus da TCI é noticiado? E para não ser injusto, até hoje o Bom Dia não informou que a construtora responsável pela obra ao lado do prédio que desabou a quase um mês é de propriedade do irmão do ex-prefeito, que, curiosamente, é acionista do jornal.

Falando em desabamento…

Faz quase 1 mês que  um prédio no coração da cidade veio abaixo. A Defesa Civil alardeou que o laudo sobre as causas e responsabilidades sobre o acidente seria divulgado, justamente, em 30 dias. Pelas minhas contas isso deve acontecer na semana que vem. Será que alguém vai lembrar de cobrar?

PS: Não sei vocês, mas eu aposto que vão culpar todo mundo, MENOS a Construtora Nova Forma, que fazia uma obra ao lado.

Muito peido pra pouca bosta

Parei de acompanhar novelas desde a gloriosa época de Kubanacan. Obviamente vejo um capítulo ou outro porque os episódio são montados para isso mesmo: você passa meses sem acompanhar o folhetim, mas em poucos blocos fica sabendo tudo o que aconteceu. Entretanto, acabei acompanhando, de longe, os assassinatos em Passione, bem como o tal do segredo do Gerson.

Quanto ao primeiro assunto, creio fortemente que se Silvio de Abreu for leitor de romances policiais, vai, com certeza, revelar uma assassina. Tudo o que tem acontecido (envenenamento e facadas) apontam justamente que a morte usa saias.

Já o segredo foi revelado (foi revelado?) nessa semana. Era algo tão banal, tão babaca, que revoltou até Rita Lee. Gerson gosta de séquisso sujo. Seria ele o Cascão da vida real? O pinto no lixo? Como diria José Simão, ele gosta é de pum de véia.

Da próxima vez que alguém for fazer um mistério, faça direito. Expectativa demais gera frustração demais. Né mesmo, NASA?

O podcast vem aí…

Estou com um roteiro de podcast prontinho para ser gravado. Não é uma ameaça. Mas é que, ouvindo podcasts alheios, cheguei a conclusão de que, na verdade, o que eu tenho em mãos está mais para um…. audiopost. Não tem problema. Será gravado, de forma experimental, mesmo assim.

Quem não ficar surdo nesse meio tempo, ouvirá.

Quero ver você não chorar, não olhar pra trás…

A chegada do Natal sempre causa uma reação de espanto. Já? Pois é… as ruas estão ficando enfeitadas, as casas já estão piscando loucamente, árvores gigantes e absolutamente inúteis estão sendo erigidas nas principais cidades do país. Mulheres se descabelam com a ceia de Natal, os homens já começam a comparar o preço da cerveja e as crianças tomam fôlego para buzinar TODAS as propagandas de brinquedos maneiros no ouvido dos felizardos papais…

Natal é tempo de usar também o cérebro. Na verdade, melhor usar o tico e o teco:

Acidentes

Nessa semana eu bati a cabeça na porta do armário, acertei o dedinho na quina da mesa, cortei meu dedo com papel. Pretendo terminar 2010 com todos os membros do meu corpo intactos, mas quem disse que desafios tem que ser fáceis?

Já Mário Monicelli não termnou 2010 inteiro. Achou melhor não morrer de câncer. É… virar panqueca pulando da janela do hopsital é bem mais digno. Ao estilo Brancaleone.

Ei, Costelinha!

Infelizmente não é um Despacho sobre feijoada. É uma dica de vídeo @vitorpenteado. Lembra do Doug? Aquele mesmo que morava em Bluffington, tinha um amigo azul, um inimigo verde e era apaixonado por uma menina com sobrenome Maionese. Fizeram uma homenagem e criaram o trailer de um suposto filme com personagens de carne e osso.

A maquiagem pode não ser digna de Oscar. Os atores podem não ser exatamente sósias do desenho. Contudo, eu gostei. Ficou, no mínimo, excêntrico. Eu pagaria ingresso pra ver a película completa:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s