Uma questão de prioridade…

Hoje a minha prioridade é falar sobre… prioridades. Sabe quando você tem que escolher entre duas ou mais situações? Qual o critério que você usa? Talvez você opte pelo mais urgente, pelo mais divertido, pelo mais fácil. Quem sabe você não veja o lado da carência, da lucratividade ou mesmo das influências e conveniências? É assim que você define a prioridade, ou seja, o que vem primeiro em seu checklist.

Vamos exemplificar: Estádio do Corinthians, o Itaquerão/Fielzão. O incentivo fiscal de 420 milhões de reais nada mais é que dinheiro público sendo aplicado numa obra particular. Os objetivos são louváveis (desenvolver a Zona Leste, movimentar o turismo para a abertura da Copa, etc), mas… mas… a prioridade não deveria ser construir hospitais, melhorar o transporte, a educação, a segurança e tudo o que envolve uma cidade do porte de São Paulo? É lamentável e revoltante aplicar dinheiro público num bem que, cá entre nós, SE reverter em lucro, o será para uma instituição privada. O Corinthians tem todo o dinheiro de construir seu segundo estádio onde bem entender, mas angariando recursos na iniciativa privada, por seus próprios méritos. Dinheiro do povo? Não.

Você que não se interessa por futebol pode fazer um paralelo com detergentes: Na sua dispensa você encontra o detergente Coco, Pêssego, Neutro, Maçã… parece suficiente. Todo mundo vai fazer a mesma função, só tem um cheirinho diferente. Aí você, todo espertão, vai ao supermercado e gasta uma fortuna comprando o de… limão? Não era melhor comprar uma esponja decente e aposentar aquela coisa nojenta que você insiste em esfregar nos pratos?

Acho que vocês captaram o que eu quero dizer com PRIORIDADE.

Itatiba, minha cidade, tem um caso interessante e que sempre é motivo de discussão. Os shows…

A Prefeitura organiza festas no Parque da cidade. Elas são importantes por diversos motivos, entre eles: a) promover a cidade para angariar novas empresas que vão gerar impostos e empregos; b) Auxiliar as entidades beneficentes; c) divertir a população que não tem condições de bancar alguma coisa mais extravagante fora da cidade d) Fazer política (por que não? Está no direto, oras!)

Acontece que para “chamar” o público, a Prefeitura contrata shows de artistas de renome nacional. Até aí tudo bem. O grande problema é o valor investido apenas nisso. Na ultima festa (em julho) tivemos 3 desses artistas e o total gasto foi de R$ 265.000,00. Só o Padre Fábio de Melo embolsou R$ 147.000,00. Na Festa do Caqui, em abril, foram investidos R$ 422.000,00 para 6 dias.

A pergunta que fica é: precisa de tudo isso? O artista cobra o preço que quiser, claro, mas a Prefeitura – de qualquer cidade, na verdade – precisa pagar? O município – qualquer que seja – não tem outras prioridades? Saúde, segurança, educação, estrutura… não?

E o grande desafio permanece sem resposta: como fazer para os dirigentes – da cozinha ou da municipalidade – perceberem o que o cozinheiro E O MUNÍCIPE que paga seus impostos entendem como prioridade? Como fazer uma gestão pública cada vez mais participativa, colaborativa e transparente?

O Brasil como um todo tem solução, sem demagogia barata. Basta que a busca e a implantação das alternativas sejam, acima de tudo… prioridades.

3 pensamentos sobre “Uma questão de prioridade…

  1. Prioridade para político é ser eleito e reeleito. Para quê hospital (público) se não são eles que vão usar? Idem para as escolas e transporte.
    Aqui no Rio temos o caso da Cidade da Música. Custo inicial era de 80 milhões (um absurdo), custo final: mais de 460 milhões (não encontrei adjetivo adequado). E as UPAs superlotadas, professores mal remunerados, escolas mal conservadas, estradas cheias de buraco ( e o IPVA é o maior do país) etc.

  2. A política do pão e circo continua atual. É uma ótima forma de maquiar a falta de investimentos em outras áreas. O ideal seria uma divisão igualada entre todos os setores de interesse popular, mas isso não passa de mera utopia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s