F1 2012: Albert Park, Austrália

O Parque Alberto estava com céu alberto aberto, muito sol e animação para receber os pilotos da Fórmula 1. Finalmente chegou a hora de voltar a assistir os malucos pilotando banheiras de combustível, em busca de um troféu. A cobertura completa, até a última corrida, você vai acompanhar aqui no blog!

Começo de temporada é uma draga. As previsões acabam se baseando nos primeiros testes, os pilotos ainda não estão com ritmo de jogo, o carro – com algumas novas configurações – ainda não está completamente dominado. Pilotos novos. Equipes novas. Porém, tem coisa que parece que não muda. Você já vai entender…

No apagar das luzes vermelhas, a primeira batalha entre os ingleses Hamilton, na pole e Button, coladinho atrás. Melhor para o Lord, que ultrapassou na primeira curva e mandou brasa no acelerador. Senna se deu mal, servindo de pino de boliche para Ricciardo. O brasileiro aproveitou e deu um passeio pela brita (foto abaixo).

Se F1 fosse futebol, diria que o francês Grosjean levou uma dura entrada do Pastor Maldonado. Lesionou a roda dianteira direita e deu adeus a um final de semana bastante promissor (ah se o toque é num brasileiro… o mundo desaba!). Já Raikkonen, reestreando, largou em 17º e na volta 11 já estava em 12º.

Massa e Alonso largaram bem, ganharam posições. Ferraristas agradecem ao sempre competente launch control. Falando no cavalinho, Schummacão velho de guerra mandou bem e agarrou com vontade a terceira posição. De campeão pra campeão, Vettel finalmente teve o teste que precisava. Ultrapassagem linda no Rosberguinho (olá, seu Keke!).

Foi só eu elogiar o Schummi para, na volta 12, ter problemas no cambio, sair da pista, aparar a grama e não voltar mais. Nem atrás até do Pic. É… Pic. Não é abreviação. O cara chama Pic. Eu mereço.

O Pic, aliás, é um privilegiado. Assiste a corrida DENTRO da pista. Camarote VIP é para os fracos.

O mito Kobayashi tentou passar Massa. Atacou demais e perdeu o traçado. Kimi vinha logo atrás e foi obrigado a dividir pista com o japonês. O toque entre os carros não deslocou ninguém, com vitória pro finlandês. Boa briga que pode se repetir ao longo da temporada. Em tempo: os dois passaram Felipe. Que faaaaase.

Na volta 37, a Caterham teve a melhor participação na corrida: estacionou na reta dos boxes e permitiu a entrada do safety car. Assim, a vantagem monstro que Button tinha foi pro espaço. Nada de interessante ocorreou após a saída do carro madrinha (ainda se usa essa expressão?)

Faltando poucas voltas pro fim, uma cena emblemática: Felipe espalha, Bruno fecha e os dois se enroscam bonito, detonando a carenagem e furando pneu. A briga era pela 14a posição. Massa, inclusive, saiu com um belo carimbo na lataria. Que situação. Que fase. Que desagradável. Um retrato do automobilismo brasileiro.

No fim, Alonso conseguiu manter a quinta posição muito bravamente, brigando absurdamente contra o carro. Pastor Maldonado, o destaque da prova, errou a entrada na chicane e foi pro muro. Nada grave, tanto é que chegou na frente da Marussia (!).

Ou seja, enquanto os brasileiros davam cabeçadas nas ultimas posições, seus companheiros de equipe destacavam-se lá na frente. Parabéns aos envolvidos!

Opa, já ia esquecendo. VAI JENSON BUTTON! RECEBE A BANDEIRA QUADRICULADA E VENCE O GP DA AUSTRÁLIA 2012! COMEMORA GAROTO!

Sebastian Vettel foi bem, encarou o trânsito e chegou em segundo lugar. Agora sim! Completando o pódio Lewis Hamilton cabeça de fósforo. Prova bem honesta pra começar a temporada, viu?

Sobre as carroças

Lembra que eu disse que algumas coisas nunca mudam? Pois bem. É vergonhoso que a organização da F1 aceite em seu grid três equipes sem a menor estrutura para figurar na principal categoria do automobilismo. O melhor que a Caterham fez na Austrália foi estacionar na reta dos boxes, forçando o SC. A Marussia conseguiu perder para um carro que bateu no muro.

Agora… a HRT NEM LARGOU. Não teve competência pra andar o mínimo exigido no qualify. O carro foi montado na quinta feira de testes. Como pode?

A partir de hoje não chamo mais essas três equipes de carroças. Tais veículo são modernos e uteis. De agora em diante, essas três equipes serão por mim chamadas de BIGAS: velhas e sem utilidade alguma. Não me surpreendo se algum dia algum dos coitados pilotos acabarem por dirigir em pé.

O CAMPEONATO COMEÇA ASSIM: Button, Vettel, Hamilton, Webber, Alonso, Kobayashi, Raikkonen, Perez, Ricciardo e Di Resta.

PRÓXIMA CORRIDA: Semana que vem, dia 25 de março, na Malasia. Piada prontíssima, embalada pra presente. Rá.

Queria uma do Button, mas essa é mais legal. Ondecevai Bruno Senna!?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s