Dedo de prosa: STF na corda bamba

O Superior Tribunal Federal volta e meia está no centro das atenções da mídia e é motivo de conversa nas redes sociais virtuais e nas de verdade – bares, butecos e botequins.

Ser juiz do STF é difícil demais, coitados. As matérias apreciadas são de uma… hã… delicadeza que assusta. E olha que eles usam umas capas estilosas e sentam em cadeiras muito confortáveis. Eu já ficaria feliz se a minha não fosse bamba ou mordiscasse a banda da bunda.

Um exemplo de matéria difícil: O Estado do Mato Grosso doou terras públicas para particulares. A área doada era maior que a permitida pela Constituição da época… 50 anos atrás. Olha o tamanho do pepino. Como declarar inconstitucional algo que hoje tem hospitais, casas, comércios… um cotidiano dinâmico? Por outro lado, como jogar a Carta Magna no lixo, ignorando o que ela dizia? Melhor era fazer avião de papel.

Dessa vez a polêmica é sobre o aborto de fetos que se desenvolvem sem cérebro. A tarefa é muito mais simples: é só decidir quando a vida começa e quando é legalmente possível interrompê-la. Tranqüilo.

Tenho até medo das outras matérias que eles possam vir a julgar. Será que o aumento das fronteiras do país causaria mais polêmica? Ou a pena de morte e prisão perpétua? Eu acho que comoção mesmo, o STF vai causar o dia que decidir julgar a diminuição da carga horária dos trabalhadores. Vai ter fuzarca na frente da estátua, que, tenho certeza, vai agradecer por estar vendada.

Dedo de prosa é a tentativa desse blog não morrer por inanição. Temas atuais debatidos de maneiras simples e direta, quando eles estiverem acontecendo. Ou não.   

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s