F1 2012: GP da Alemanha, Hockenheim

Vettel respira, Button renasce e Alonso brilha de novo, na 22ª corrida pontuando. O líder é mais do que nunca, o espanhol.

Logo que as luzes do semáforo sumiram, os brasileiros demonstraram a boa fase que passam e envolveram-se em acidentes. Massa se enrolou com Ricciardo e Senna uniu pneus em matrimônio com o ainda ansioso Grosjean (aliás, o francês parece ter um gostinho por sair da pista, fazer rali nas zebras e nos escapes). Já digo logo que, respectivamente, terminaram em PÉSSIMO SEGUNDO e PÉSSIMO SÉTIMO.

No pelotão da frente, Hamilton passou por cima da taxinha e viu seu pneu murchar.  A ida aos boxes não ajudou muita coisa e, apesar da luta no pelotão de trás, decidiu abandonar. Segundo declaração do próprio, problemas mecânicos afetaram seu desempenho. É… foi a rebimboca da parafuseta.

A Sauber apresentou bom desempenho, fazendo voltas muitas vezes “na mesma balada” que os ponteiros. O mito Kobayashi em quinto e ligeirinho Perez em sexto confirmam a boa corrida.

Button merece um parágrafo pelo renascimento: largou em 6º. Após vencer a primeira prova e terminar em segundo na segunda feira, não vinha conseguindo bons resultados. Pra falar a verdade, foram corridas pífias. Dessa vez acertou a mão (deve ter resolvido os problemas em casa. Nada como uma boa noite… de sono?).

Até as ultimas voltas, a situação era Alonso, Button e Vettel. O inglês pressionou o espanhol, chegando bem próximo de usar o DRS para ultrapassar. Deu azar. No momento de colar no vácuo, Alonso foi ironicamente beneficiado pelo trânsito, uma vez que também pode abrir a asa e se defender.

Então foi a vez de Vettel se aproximar de Button. Parecia que não ia dar tempo, mas acabou dando. O alemão se aproximou e no “grampo”, decidiu-se pelo traçado de fora. Contornou Button, usuou a zebra e… opa… acabou a pista. Fim de linha? Não! Tinha a propaganda (do banco do Alonso) em vez de grama. Com a tração mantida, Vettel completou a ultrapassagem.

Tenho certeza que o polido, o cavalheiro, o inabalável Button ficou bem puto, mas a FIA, apesar de comunicar que iria investigar o ocorrido, não deve tomar nenhuma atitude. Na minha opinião, sorte do Vettel contar com a extensão da pista. Correu o risco e se deu bem. Podia ter dado errado.

E PODE COMEMORAR FERNANDO ALONSO DAS ASTÚRIAS! VOCÊ E SUA FERRARI VENCERAM O GP DA ALEMANHA DE FORMULA 1. VIBRA DOM ALONSO!

Vettel, por enquanto, chegou em segundo e Button, em terceiro. Mas tá bom pro inglês, não tem muito o que chorar não.

O campeonato ficou assim: Alonso (154 pts), Webber (120 pts), Vettel (118) – a Red Bull tá pegando fogo, hein? – Raikkonen (95 pts), Hamilton (92 pts).

A próxima corrida acontece em Budapest, no dia 29 de julho.

Metade do campeonato já foi. Alonso vai manter a estrela e mostrar que a Ferrari continua melhorando? Webber vai manter o fôlego e garantir seu emprego para a próxima temporada? Massa e Senna vão parar de passar vergonha? Vamos descobrir juntos!

UPDATE: Vettel foi punido por “cortar caminho” ao ultrapassar Button. Caiu de segundo para quinto. Com isso, Raikkonen fica em terceiro e Kobayashi em quarto. Errei na previsão, como vocês puderam notar

Um pensamento sobre “F1 2012: GP da Alemanha, Hockenheim

  1. Mais um excelente texto! Apesar de já na primeira volta os dois brasileiros saírem da disputa de qualquer coisa, foi uma boa corrida, teve boas emoções, e confesso que achei que o Button ia chegar no Alonso, mas não deu :S

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s