F1 2012: GP do Texas, EUA

O forasteiro Hamilton laça a taça no Texas e joga decisão do campeonato para o Brasil. Vettel tem boa vantagem, mas Alonso e seu cavalho empinado ainda estão no páreo. Excelente estréia do circuito de Austin!

O clima texano dos cowboys era perfeito para o embate final entre Vettel e Alonso. Sim, eu sei que ainda tem a corrida do Brasil, mas com o alemão saindo na pole, com o Canguru Boy na escolta e o espanhol lá para trás, a expectativa era, claro, de fim da festa. Expectativa mesmo era o Vettel ganhar essa corrida até de ré, mas tudo bem. Expectativas…

A largada de Vettel foi clássica: na dianteira e para a dianteira. Webber que saiu em terceiro, no lado bom da pista, passou Hamilton. Não por muito tempo, mas chegou a passar.

Nos lados do cavalinho empinado, horas antes da corrida, encontraram um “problema” na caixa de cambio do Massa, sabe, na rebimboca da parafuseta e, olha só, curiosamente, o lacre foi violado e Alonso ganhou posição para largar no lado mais limpo também. Deu certo, porque saltou para quarto colocado. A favor da Ferrari, diga-se, foram honestos ao afirmar que a ideia era maximizar a largada de Fernando Alonso. Ok. Espero que tenham pensado no campeonato por equipes também.

Senna largou bem e faz boas ultrapassagens em Grosjean (Romã Grojã, na perfeita dicção do narrador) e Schummacher colando em Perez, nas primeiras 10 voltas. Um carro melhorzinho na próxima temporada e a zona dos pontos vai se tornar rotina.  Schummacher, aliás, resolveu que nãoo ia ceder a posição para Button, fechou a porta e obrigou o inglês a trafegar na linha da saída dos boxes, quase indo pra grama. Cuidado aí vovô!

Volta 16 e imagem inédita: Vettel na ponta sendo pressionando por Hamilton. Diferença flutuando na casa do 1s.  Enquanto o inglês volta e meia colocava o bico do carro às vistas do retrovisor da Red Bull, algumas dezenas de metros atrás Webber abandonava, vítima de problemas mecânicos com o KERS. O tal do alternador. Eu acho que foi culpa do olhar maligno do Alonso, mas é só uma teoria.

A pressão de Lewis durou apenas até a entrada nos boxes. O que não faz um desgastes nos pneus, hein?

Na parada do Alonso, o mecânico cochilou, esqueceu de tirar o pneu traseiro (?!?!?!) e complicou o espanhol. Fogo amigo! Falando em fogo, Kimi também teve problemas com seu mecânico da roda traseira e, na volta, quase atravessou pelo meio a Ferrari de Alonso, na curva pós boxe. Quase.

E olha as rodas da McLaren do Button dando uma bitola nas rodas da Williams do Senna! O inglês acertou um sempre muito polido e educado sai pra lá e partiu pra cima de Alonso. E passou. Esse é o lord eu conheço!

Quando os novos pneus esquentaram, Hamilton recomeçou a caça ao líder. Quase meio segundo por volta, escapando dos retardatários. Volta mais rápida atrás de volta mais rápida. Alonso é todo Hamilton nesse instante!

Enquanto isso, Raikkonen fazendo a tomada de curva numa boa e, do nada, surge um carro vermelho do lado. Se não fosse o homens de gelo guiando, arriscaria dizer que o piloto tinha tomado um baita susto. Massa passou bem, limpo.

E passou! Depois de flertar com a ultrapassagem durante MUITAS voltas, Hamilton passou usando assa, posicionou o carro e defendeu bem na freada. Certinho! Por debaixo do capacete, Alonso sorri e vê a diferença diminuir. Hola Brasil.

O que foi que tomou o Button? Mitopassol? O inglês dividiu milimetricamente a curva com Raikkonen. Dois campeões mundiais dividindo curva, sem chance de título? Coisa linda!

VEM GAROTO! VEM LEWIS HAMILTON, TRAZ A MCLAREN PRA CASA EVENCE O GP DOS ESTADOS UNIDOS!

Vettel cruza em segundo, Alonso em terceiro, Massa em quarto. Tudo vai se decidir em São Paulo, contra as expectativas!

Próxima corrida é no Patropi. Sebastian Vettel lidera com 273 pts contra 260 de Fernando Alonso. Não basta o príncipe das Astúrias chegar na frente. Precisa tirar 14 pontos de vantagem.

Falo logo! Torço pelo Alonso. Vai ser a prova definitiva da supremacia de um piloto sobre seu carro. Soube tirar da carroça vermelha muito mais do que ela daria a princípio.

Uma pena um campeonato tão bom ter que terminar.

Se bem que 2013 ta aí…

Taça no laço! Bang!

Um pensamento sobre “F1 2012: GP do Texas, EUA

  1. Eu também reparei na narração do narrador da SporTV ~GuRRRÔjân~ ahuahuahuahuha

    Excelente prova, e eu gostei bastante do traçado de Austin. Poréééém, torcerei pelo Vettel: depois do que aconteceu no GP do Brasil em 2008, aquela emoção que foi ele na frente do Hamilton, sinto que preciso torcer por ele (mesmo que não tenha surtido muito efeito xD)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s