Chega de apanhar, não?

Prometo escrever mais sobre esportes,aqui, além da F1. E tenho dito!

Sempre acreditei que as vezes na vida, é bom apanhar para aprendermos uma lição. Só, que temos que aprender mesmo, e não fazer de conta.

Foi o que aconteceu com o Palmeiras, nesse campeonato brasileiro e ,por isso, caiu para a Série B. De novo. O futebol hoje, globalizado do jeito que está, não permite mais que a paixão supere a razão, na hora de administrar um clube grande. Essa paixão, além do limite na mesa de negociações, gera o caos.

O Palmeiras, tem outro fator que sempre me chamou a atenção: Uma capacidade impressionante de auto-destruição. É X, do mesmo grupo político, brigando com Y da mesma diretoria ,e muitas vezes, pela imprensa. Entre outros fatos bizarros que contribuem para que os “antis” não precisem torcer contra o time. O próprio clube, já faz isso.

O Palmeiras é (?) grande por que o Corinthians é e vice-versa. Assim como, São Paulo, Santos e tantos outros. Tá na hora de aprender a ser feliz.

Um pensamento sobre “Chega de apanhar, não?

  1. O texto diz tudo: o Palmeiras tem um poder de autodestruição incrível! A equipe foi rebaixada novamente por culpa própria, pois vemos equipes mais fracas e que já tem vaga garantida para disputar a série A novamente ano que vem. Sou palmeirense, mas o time mereceu ser rebaixado. A equipe deve tomar de exemplo o Corinthians, que desde que retornou da série B só vem acumulando títulos importantes – como a inédita Libertadores.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s