F1 2013: GP da Alemanha

Pneu voador, carro que anda sozinho de ré e a vitória de Vettel. Um GP que seria incrivelmente chatinho se não fossem as bizarrices e as últimas 10 voltas.

As duas Red Bulls engoliram Hamilton na largada, cada uma de um lado, com Vettel na frente e Webber logo atrás. Massa, com pneus médios, ganhou uma posição, a de Ricciardo. Uma pena que, logo na quarta volta, Felipe rodou sozinho e imediatamente abandonou a prova. Ninguém na Ferrari quis explicar o que houve. Muito estranho.

No pit stop de Webber, quase um desastre. Os mecânicos engasgaram na hora de colocar a roda traseira direita, que não ficou bem presa. Liberado, o australiano saiu, mas a roda soltou, quase acertando os mecânicos da Lotus. Menor sorte teve um cinegrafista da FOM, que tomou um hit point em cheio, na altura da cabeça. Saiu de maca, mas vivo.

Boa briga entre Alonso e Hamilton. O espanhol encostou, chegou a colocar de lado, mas a curva por fora favoreceu o inglês. No X, mais uma vez roda com roda, no limite. Outra curva com preferência para Lewis, que se segura. Duas voltar seguidas assim, sem ultrapassagem para Alonso. Na pressão, Hamilton decidiu ir para o box.

Olha só! Explodiu o motor do Bianchi. Fumaceira gigante e aquela labareda bonita. Agora… Melhor mesmo foi o depois. Bianchi saiu do carro. No aguardo da retirada do veículo, o carro da Marussia “engatou a ré” sozinho e foi descendo a ladeira. Atravessou a pista e “estacionou” no canteiro oposto. Que cena! O melhor da Marussia no ano, com certeza.

As Lotus estavam muito bem equilibradas. Grosjean ficou muitas voltas atrás de Vettel, o líder, mas não conseguia grudar a ponto de pressionar verdadeiramente o alemão. Não teve bico do carro no retrovisor. Apenas boas voltas. Box.

Logo em seguida, Vettel parou também deixando pista livre para Raikkonen. Andou algumas voltas na liderança, mas, percebendo que não seguraria os pneus médios até o fim, parou a 10 voltas do fim. Agora, amigo… Vettel e Grosjean com pneus médios. Raikkonen com pneus macios (mais velozes). E ainda tem Alonso, aguardando alguma quebra/batida. Quem leva o GP da Alemanha?

Kimi, babando, encostou no francês. O coitado do Grosjean recebeu a famosa frase “faster than you”, o código secreto mais conhecido do mundo para “deixa passar”. 3 voltas para acabar e 1.7′ de vantagem.

Raikkonen baixou o tempos de distância, mas Vettel fez o possível e o impossível para segurar a diferença em mais de 1 segundo, evitando a abertura do DRS.

E EM CASA, COM A SUA TORCIDA, SEBASTIAN VETTEL E A RED BULL VENCEM O GP DA ALEMANHA DE F1!

Raikkonen termina em segundo, com Grosjean em terceiro. Alonso, em 4º parou logo após cruzar a linha de chegada. Pode rolar uma punição, já que o carro deve ser conduzido pelo piloto até os boxes.

O campeonato ficou assim: Vettel (157 pts), Alonso (123 pts), Räikkönen (116 pts), Hamilton (99 pts).

A próxima corrida seria na Turquia. GP cancelado, por segurança. Assim, os brinquedinhos voltam a desfilar na Hungria, dia 28 de julho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s