F1 2009

Em 2009 esse humilde blog iniciou a tradição de fazer um texto ao final de cada corrida de Fórmula 1, com a análise do que de melhor aconteceu nos circuitos pelo mundo.

Nessa temporada, marcada por um grave acidente com Felipe Massa (uma mola soltou-se do carro de Barrichello e acertou a testa do brasileiro) e pelo acidente proposital de Nelsinho Piquet, Jenson Button sagrou-se campeão.

GP DE ABU DHABI: E o circo da F1 chegou ao seu final em 2009. E não foi exatamente em uma corrida, mas sim, em uma  procissão. O circuito é muito bonito, mas para correr, a história é outra.

GP DO BRASIL: Jason Button foi iluminado por forças divinas e ganhou o Campeonato Mundial de 2009. Interlagos se transformou no circuito do improvável.

GP DO JAPÃO: Button teve sorte de campeão. Herdou 2 posições depois da trapalhada de Sutil e Kovalainen. Os dois pilotos brigavam por posição e suas rodas chegaram perto demais em uma curva. O resultado foi uma rodada pra fora da pista e caminho livre para o inglês.

GP DE CINGAPURA: Lewis Hamilton da Mclaren passeou e venceu com facilidade a prova. Em segundo, chegou um surpreendente Timo Glock com sua Toyota e cruzou a linha em terceiro, o bicampeão Fernando Alonso e sua ”suja” Renault.

GP DA ITÁLIA: O vinho e o macarrão, a pizza e a moda, tudo isso parecer ter inspirado Ross Brawn e seus comandados para criar uma tática perfeita, ou que pelo menos se fez perfeita dentro do circuito de Monza.

GP DA BÉLGICA: E o GP da Bélgica foi cheio de surpresas, aliás, como sempre acontece em Spa.

GP DA EUROPA:  Os mesmos que riram de Barrichello, hoje comemoram com ele. Hoje sim o brasileiro venceu. A 100ª vitória verde-amarela nesse circo que é a F1. E uma vitória sem contestação.

GP DA HUNGRIA: Acho que pouco importa o resultado final do GP da Hungria com Hamilton em primeiro (voltando a vencer, após 11 etapas de jejum), Raikkonen em segundo (bom ver McLaren e Ferrari de volta na frente) e Webber em terceiro (olha a Red Bull ganhando Asas).

GP DA INGLATERRA: E o alemão passeou em Silverstone. Não.. não… Schumacher não voltou a pilotar. Foi Sebastian Vettel que venceu a corrida de ponta a ponta, em um GP chato.

GPs DE MÔNACO E DA TURQUIA: Adivinhem quem venceu em Mônaco?? Dou um doce… sim.. foi ele: Jenson Button! Já  na Turquia, deu Button de novo (grande novidade) após largar em segundo e aproveitar erro de Sebastian Vettel que largou na pole.

GP DA ESPANHA: Acho que o GP da Espanha foi nervoso… principalmente para os torcedores brasileiros.

GP DO BAHREINJenson Button deixou os outros comendo areia e conquistou sua terceira vitória em quatro provas no ano. Grande corrida do piloto inglês da Brawn GP, novamente.

GP DA CHINAO tradicional texto da F1, não poderia faltar, até porque a RBR, graças ao alemão bom de braço – e que não é o Schummacher – ganhou asas e voou até o lugar mais lato do pódio.

GP DA MALÁSIA: O que é preciso para fazer um GP de Fórmula 1? A resposta passa pelo óbvio, como carros, combustível, MUITA grana, público, asfalto decente e chega até o mais sutil dos detalhes: respeitar o local da prova.

GP DA AUSTRÁLIA: E a Brawn, antiga Honda (que até um mês atrás não existia) fez história. Fez com Jenson Button, ao vencer de ponta a ponta sem problemas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s